ALEXANDRE DE MORAIS QUEBRA A TRIPARTIÇÃO DO PODER!


O ministro Alexandre de Morais abrindo inquérito com base no Regimento Interno do Supremo e da Lei de Segurança Nacional quebra a TRIPARTIÇÃO do PODER CONSTITUIDO CONSTITUCIONAL que possui três funções,  legislar, executar e julgar! O Poder Judiciário é regido pelo princípio que se projeta no brocardo latino: ” Nemo iudex sine actore!” Não há juiz sem autor.  O autor ou é o Ministério Publico como Custus Legis ou como Fiscal da Lei detentor do jus persequendi ou, ainda, da cidadania na defesa de direito próprio ou no exercício do direito subjetivo público de defesa das instituições como nas ações heroicas coletivas ou individuais ou na própria defesa de direito próprio subjetivo. A funcionalidade restrita da função de só julgar ou de prestação do poder jurisdicional é exercida com esta e sob esta contenção sendo defeso ao mesmo o exercicio do juízo de oficio inquisitorial! Agindo assim, ao arrepio da regência fulcral do seu exercício jurisdicional o ministro exacerba com abuso de poder podendo ser enquadrado nos delitos de Abuso de Poder e de Autoridade pois agindo fora de sua competência originária. O delito se agrava em razão de um Magistrado Ministro da Suprema Corte à quem este conhecimento como constitucionalista e como autor de livros na área de direito constitucional, deveria obstaculizar sua ação temerária ao arrepio do direito e da Constituição Federal. O Poder Judiciário não é proativo ele necessita ser provocado. QUOSQUE TANDEM CATILINA ABUTERE PATIENTIA NOSTRA PROFESSOR SÉRGIO BORJA!

 

APONTAMENTOS MENEMÔNICOS NO FACEBOOK SOBRE O GRANCHISMO

FB_IMG_1555166029267

ESTE KIT MATE GANHEI NUMA CONFERÊNCIAS EM ITAQUI!! MANDO UM ABRAÇO PARA A QUERIDA FAMÍLIA MONTEIRO DE LÁ QUE CONHECIAM O MEU AVÔ JANGOTA PEREIRA E FAMILIARES E ME RECEPCIONARAM, HÁ UNS 20 ANOS ATRÁS, NUM ALMOÇO EM FAMILIA! NUMA ABA DO FACE FALEI ME LEMBRANDO DO EVENTO: ” Tava olhando este kit mate de couro e descobri o nome ITAQUI e me lembrei que ganhei este presente numa conferência dada no teatro Predszywlzy ( para bom entendedor…kkk) sobre a reengenharia da desapropriação de terra pelo Incra à favor do Mst, da reengenharia cranschiana de FHC para desmontando a Plantation Fazendas e Estancias subjugar os pobres retirados do anel de violencia, miséria e fome que cerca as cidades para transforma-los em neo com terras num sistema Just and Time Toyotista agregado a um sistema INTEGRADO em que multinacionais tipo Sadia e Perdigao firnecendo leitões, patinhos, pintinhos, peixes ou vaquinhas, tivessem, sem assinar carteira de trabalho, pois com terras, assentamentos trabalhando cativos num neo regime de cantina trabalhando para as multinacionais que viriam com a SIMETRIA MONETÁRIA DO REAL ( para os broncos a igualdade de valor entre real e dólar no plano real) Como tudo fracassou ficaram os sem terras sem multinacionais para trabalhar e transformaram-se em favelas rurais fracassando FHC, LULA e Dilma neste item de reengenharia cramchiana da União do socialismo com o capitalismo que é a visão de Antonino Granschi que substitui a guerra de classes pela autofagia de classes onde, sob FHC os bancos e industriais da cidade entregavam os fazendeiros da Plantation aos sem terras e socialistas e ficavam muito bem na cidade com os votantes comunistas, na reengenharia,trabalhando alugados sem CTPS para os capitalistas…o pior é que explico e explico e a pouca massa cinzenta ao meu redor é que mal entende…pior ainda é a preguiça de ler….” O problema é que tudo deu errado e, paradoxalmente, contra os socialistas, comunistas, intelectuais granchistas como FHC e Jorge Soros internacionalista,tudo deu ERRADO com a implementação da teoria de Robert Mundell fallando o plano de estabelecimento da SIMETRIA MONETÁRIA para o acoplamento das ASSIMETRIAS DE PRODUÇÃO DE INSUMOS E PRODUTOS AGREGADOS OU NÃO restando a maldita PLANTATION que trabalha em regime extensivo e mecanizada, com pouca mão de obra utilizada, como SOBREVIVENTE sobre os escombros da economia ( FHC que deveria ser julgado e CONDENADO À MORTE com seus assessores Ministros da Economia e Banco Central pois individaram o pais em 760 bilhões torrando em duas semanas 70 bilhões de divisas em dólar tudo para rasgar à constituição e implantar à REELEIÇÃO que criou o Inferno Constitucional que vivemos com a quebra dos freios e contrapesos e a indicação de satrapas amigos do rei para os Tribunais Superiores e cargos na UNIÃO e federação loteada por seus jagunços) Pois ironicamente AS FAZENDAS E ESTÂNCIAS É QUE SUSTENTAM NO AGRO NEGÓCIO O PIB BRASILEIRO COM SUAS VANTAGENS COMPARATIVAS VENCENDO A PRODUÇÃO AGRICOLA DOS EUA E DA EUROPA, QUE CONTRARIANDO A OCM E O GATT SÃO SUBSIDIADAS PELO ESTADO viu liberais de merda brasileiros pouco lidos…o capitaliamo americano é sustentado por lavouras SUBSIDIADAS PELO ESTADO SEUS MERDAS IGNORANTES vou usar os palavrões deste filosofo de araque deles….QUOSQUE TANDEM CATILINA ABUTERE PATIENTIA NOSTRA !! O PIOR SUPLÍCIO É SER ENTERRADO VIVO ANTE A IGNORÂNCIA E A INVEJA DE SEUS COEVOS!!! EU NÃO NASCI BURRO…DAQUI HÁ TRINTA ANOS SETEI EXUMADO E DESENTERRADO E TEREI MINHA GLÓRIA DE BAIXO DA BOA TERRA ENTERRADO COM MEUS PAIS E IRMÃO ALI NO CEMITÉRIO DA SANTA CASA ONDE REPOUSAM SÓ OS HERÓIS DA PÁTRIA E RIO GRANDE ALTANEIRO POIS É EM CIMA DE UM CORCEL QUE VIVO EMPUNHANDO MINHA ESPADA E MINHA AUDÁCIA CUJO FIO É A INTELIGÊNCIA E A PERSPICÁCIA DA NITIDEZ DAS IMAGENS!!! TENHO DITO!!!

 

ALÉM de Professor de Direito Constitucional fui professor de Relações Internacionais e Direito Agrário,  este ultimo na Ufrgs Faculdade de Direito e nesta razão meu dominio destas questões.  Também escrevi livros sobre regionalismo e  Tratados Multilaterais !

DITADURA NA MÁ INTERPRETAÇÃO DO 142 OU DEMOCRACIA COM TOLERÂNCIA!!!

FB_IMG_1553859728543

Atenção, Sergio Moro (mais conhecido como @SF_Moro) até no twiter tem de imitar o chefe!
POBRE MORO TEM DE SE SUBMETER AOS NEURÔNIOS ATROFIADOS E DIMINUTOS DE SÓ NO TICO E SÓ NO TECO NO SAMBA DE UMA NOTA SÓ SEGURANÇA ARMAS E REDE QUE ELEGEU NOSSO PRESIDENTE QUE TERIA DE ALARGAR HORIZONTES MAS NÃO PASSA DO QUE É DO TAMANHO MEDÍOCRE DA NOSSA GENTE ANALFABETA E SEM PERSPECTIVAS! PELO MENOS VAMOS. MELHORANDO, VOTEI NO HOMEM! NÃO BEBE E NÃO É LADRÃO E ISTO JÁ SÃO DOIS PASSOS À MAIS! MAS TAMBÉM NÃO É POPULISTA NEM DEMAGOGO E NEM É DA TURMA DO QUEM INDICA! ISTO JÁ MELHORA MUITO! MAS NEGOCIAR COM CRITÉRIO, MESMO COM O INIMIGO MANTENDO-SE A REGRA DA CORREÇÃO E DO MANDAMENTO QUE CONTA CERTA CONSERVA O AMIGO HÁ DE SE FAZER POIS VIVEMOS NA MULTIPLICIDADE, NA DIVERSIDADE, NO ARCO ÍRIS E TEMOS QUE CONVERSAR COM TODAS ÀS CORES INCLUSIVE COM O INIMIGO QUE NOS FAZ MELHORES EM RAZÕES PARA COMBATE-LO E RAZÕES PARA ENTENDE- LO, COMO O PT E O PSOL E OS COMUNISTAS POIS SENÃO MARCHAREMOS PARA UM REGIME DE HEGEMONIA DE UMA SÓ COR!!! COM PARTIDO ÚNICO!!! TEOCRÁTICO? ARQUILIBERAL? MILITAR? ULTRADIREITISTA? TODAS AS ALTERNATIVAS SÃO BOAS SÓ PARA ÀQUELAS CORES ESPECIFICAS NELES CONTEMPLADAS SENDO EXCLUDENTE DAS DEMAIS!!! O REGIME DO ESTADO DEMOCRÁTICO DE DIREITO TRAZ IMPLÍCITA A CONVIVÊNCIA DENTRO DA MULTIPLA DIVERSIDADE O MENOS POSSIVEL EXCLUDENTE! ELE SÓ NÃO PODE TOLERAR OS INTOLERANTES QUE NA SUA INTOLERÂNCIA EXTERMINAM COM A MATRIZ DA TOLERÂNCIA!!! COMO O NAZISMO , O ESTALINISMO E A INQUISIÇÃO TEOCRATICA QUE, EM NOME DE DEUS,QUEIMOU NAS FOGUEIRAS, TORTUROU, E PERSEGUIU SUAS VITIMAS COMO CONTOU ALDOUS HUXLEY EM SUA GRANDE OBRA CONTRA A INTOLERÂNCIA POLITICA E RELIGIOSA: ” LOS DEMÔNIOS DE LOUDUM!” QUOSQUE TANDEM CATILINA ABUTERE PATIENTIA NOSTRA ! CONTRA A CORJA JÁ VELHO O INCANSÁVEL SÉRGIO BORJA!

FOLHA DE SÃO PAULO HOJE 05.03.2019

O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, afirmou nesta quinta (4) que a criação de um perfil pessoal no Twitterpara informar ações da pasta foi incentivada pelo presidente Jair Bolsonaro.

Ao lado do presidente em vídeo ao vivo nas redes sociais, brincou: “se der errado, a culpa é dele [Bolsonaro]”.

A REFORMA PREVIDENCIÁRIA É SOBRE UM EFEITO DA CAUSA DA CRISE DO BRASIL

20180807_173922A REFORMA PREVIDENCIÁRIA DE GUEDES ATINGE E CUIDA DE UM DOS EFEITOS OU SINTOMAS DA REAL CRISE NO BRASIL! A CRISE TEM COMO FULCRO, CENTRO OU NÚCLEO DURO, O ACOPLAMENTO COMERCIAL DO BRASIL COM SEU MAIOR PARCEIRO, A CHINA!  A CHINA CONFORME A EQUAÇÃO DE RAUL PREBISCH, NA CEPAL, CENTRO/PERIFERIA, AO MESMO TEMPO QUE COMPRA A MAIOR PARTE DO SUPERAVIT DO AGRO NEGÓCIO CONCOMITANTEMENTE CONDICIONA O PROCESSO DE DESINDUSTRIALIZAÇÃO BRASILEIRO CRIANDO MAIS EMPREGOS LÁ E MENOS EMPREGOS AQUI. DA MESMA FORMA PELA EQUAÇÃO PROPOSTA POR ROBERT MUNDELL ESTE ACOPLAMENTO IMPORTA A INFLAÇÃO DA DÍVIDA PUBLICA NACIONAL, PELA AQUISIÇÃO DE DÓLARES PELO BANCO CENTRAL AO MESMO TEMPO QUE REBAIXA OS PREÇOS DE NOSSAS COMMODITIES AGRÁRIAS CRIANDO UM CICLO VICIOSO EM QUE O ESTADO NACIONAL CADA VEZ ESTÁ MAIS INDIVIDADO E ANÊMICO E A SOCIEDADE CIVIL ASFIXIADA ANTE À CARGA DE IMPOSTOS, REGULAÇÕES E FALTA DE ESTRUTURA DESTE ESTADO EM IMPLOSÃO EM RAZÃO DE SEU INDIVIDAMENTO NA CASA DE UM ( 1) TRILHÃO DE DÓLARES!

 

Assim é, que eu nos anos 90, especificamente em 1993 havendo sido convidado para estudar o regionalismo, fazendo uma conferência sobre Mercosul, enveredei, pelas relações intrínsecas, pelo estudo do multilateralismo e o estudo dos entes de Bretton Woods coincidindo estes estudos e este interesse com a implantação do Plano Real de Fernando Henrique Cardoso que, para mim, era um tipo de currency board legal, em que as moedas das diferentes nacionalidades mantinham seus nomes, a fim de preservarem externamente a soberania, mas, de alguma forma estabeleciam uma placa tectônica, vamos dizer analogamente assim, de moeda indexada ao dólar americano. Para conhecimento deste processo eu teria de conhecer a inspiração inicial deste modelo que vinha do cérebro de um dos economistas mais festejados da época e que ganhou o prêmio Nobel por seus estudos que foi Robert A. Mundell. O modelo de Mundell não deixava de ser um estudo integrativo ou de interatividade entre sistemas monetários nacionais, uns sobre os outros, e, sendo a moeda, como querem alguns uma comoditie, não deixando este tipo de inteiração manifestar uma relação próxima com os conceitos de imput – outuput de Leontief e da mesma forma manter uma relação intima com a Teoria Geral dos Sistemas de Bertallanfy, numa analogia com os sistemas interativos. Os americanos sabiam, na época, que a União Europeia iria estabelecer uma placa monetária única em toda a Europa unificada e isto poderia trazer algum distúrbio ao seu monopólio mundial de ter mais ou menos 70% do comércio mundial solvido contabilmente em dólar!!! Assim é que em vários países e notadamente no cone sul da América do Sul, as duas maiores economias, Argentina e Brasil, uma com Menem e a outra com Fernando Henrique Cardoso, da mesma cepa liberal de Mundell, passaram a implantar um sistema de paridade monetária com o dólar sendo acompanhados de outros países como o Equador que perseverou ainda por mais tempo que ambos neste devaneio. Desta forma tive que tomar contatos com a teoria de Mundell que estava basicamente sobre o seu trabalho Uma Teoria das Áreas Monetárias Ótimas, escrita em novembro de 1961 quando Mundell era economista da Secção de Investigações Especiais do Fundo Monetário Internacional.
Diz Mundell neste trabalho:
“É evidente que as crises periódicas das balanças de pagamentos seguirão sendo uma característica integral do sistema econômico internacional enquanto as taxas de cambio fixas, os salários e os níveis de preços rígidos impeçam que os termos de intercâmbio desempenhem sua função natural no processo de ajuste. Não obstante, é muito mais fácil discutir o problema e criticar as alternativas do que fazer recomendações construtivas e factíveis para eliminar o que se há convertido em um sistema de desequilíbrio internacional. Infortunadamente, o presente artigo ilustra esta proposta advertindo contra a factibilidade, em certos casos, da alternativa mais aceitável: um sistema de moedas nacionais vinculadas mediante taxas de cambio flexíveis. Os defensores do sistema de tipos de cambio flexíveis (Friedman 1953, Lutz 1954 e Meade 1955) os apresentaram como um mecanismo mediante o qual a depreciação pode tomar o lugar do desemprego quando há déficit na balança externa, e a apreciação pode substituir a inflação quando há superávit. Surge então a pergunta de se todas as moedas nacionais existentes devem ser flexíveis. Se se deve liberar a libra ganesa para que flutue com o resto das moedas ou as moedas da atual área monetária esterlina devem permanecer atadas a libra esterlina? Ou, supondo que os países do Mercado Comum avancem em seu projeto de união econômica devendo se permitir flutuação em cada moeda nacional ou seria preferível uma só área monetária?” Mundell metodologicamente analisa em vários capítulos deste trabalho em destaques interessantes como: Áreas Monetárias e Moedas Comuns; Moedas Nacionais e Tipos de Cambio Flexível; Áreas Monetárias Regionais e Tipos de Câmbio Flexíveis; Uma Aplicação Prática; Limites Superiores ao Número de Moedas e de Áreas Monetárias terminando sua abordagem com um Comentário Final. Esta em síntese a teoria monetária que estabeleceu a equação de Simetria monetária para a concatenação e a vinculação do inter-relacionamento das assimetrias econômicas juntamente com as chamadas vantagens comparativas.
Outro sistema integrativo de visão econômica é aquele aparato fornecido pela escola da CEPAL. A Comissão Econômica para a América Latina foi constituída em 1948, por uma decisão da Assembleia Geral das Nações Unidas em 1947. A noção de Centro\Periferia é uma das criações da CEPAL que, integrada as demais visões, como se fora num Jogo de Avelórios de Hesse, faculta vislumbrar uma visão integrada do processo econômico e monetário do Brasil em sua inserção mundial. Há de lembrar aqui um conceito criado no âmbito da América do Sul, pelos economistas autóctones latino-americanos estabelecidos na CEPAL com sede no Chile. Raul Prebisch e todo o séquito de exilados brasileiros como Celso Furtado, Fernando Henrique Cardoso e Maria Conceição Tavares entre outros, que criaram, sob a liderança do grande economista argentino Raul Prebisch o conceito econômico de CENTRO\PERIFERIA!!! Sim!! Este conceito demonstrava como as plantas econômicas dos demais países emergentes ficavam condicionadas aos países centrais que já tinham passado por todas as outras fases de evolução do capitalismo, passando do mercantilismo, pela revolução industrial e coroando esta com plantas de industrialização e financeiras, como a Inglaterra, que condicionavam a transformar a periferia em meros fornecedores cativos de mercadorias ou comodities para estes centros. Iludiam-se assim os economistas que pensavam que as nações cresciam num processo contínuo passando por todas as fases até chegarem ao seu apogeu de industrialização e sofisticação rentista de um capitalismo avançado como se fossem as fases inexoráveis do desenvolvimento de qualquer ser vivo que primeiro nasce e é um neném, depois uma criança, um jovem até chegar a maioridade e maturidade e depois envelhecer. Não, as plantas de produção dos países em desenvolvimento ou periféricos ficariam condicionados e congelados num só estágio como fornecedores cativos de mercadorias advindas de suas chamadas “vantagens comparativas”. Estas vantagens comparativas seriam aquelas fornecidas pela natureza e pela mão de obra e clima de um país que otimiza a produção, pela localização de minas em seu território, pela condição de terras ricas e clima especial para a produção de insumos básicos e ainda uma mão de obra barata e acessível para tal produção extrativa. Assim é que com raríssimas exceções nenhuma nação recente conseguiria superar este condicionamento atroz do centro. A grande distância dos centros ou a ocorrência de guerras, como as mundiais no centro, possibilitariam temporariamente, as vezes, nalguns casos a substituição de algumas indústrias do centro reimplantadas na periferia um pouco sofisticada. Após a queda do muro de Berlim que emblematicamente significa a catástrofe russa e seu envolvimento na guerra do Afganistâo, em 1986, e sua fragorosa derrota, com o recrudescimento de uma crise econômico social e política em todo o território da antiga URSS, que , apesar da glasnost e perestroika feita por Gorbachov, não conseguiu sopitar a implosão de todo o império russo causando com isto, o transbordamento do capitalismo ocidental que, baseado nos entes de Bretton Woods, criados nas White Montains, dos EUA, passaram com a política de Richard Nixon, a assediar a China, estrategicamente, transformando a cortina de bambu, de um inimigo potencial em um amigo crucial, no primeiro momento, pois fornecedo-lhe, através de uma aliança com a política de Den Chiao Ping, a tecnologia e o capital necessário, unidos estes ao imenso capital de operários, bem dizer infinito, com baixo custo de moradia e alimentação, e por isto baixo custo de salário, isto é dizer vantagem comparativa salarial e técnica no nível de recorversão de trabalhadores rurais em urbanos. Assim é que a nova China, fruto de uma aliança neo-Granchista, subvertendo as teorias de Antonino Granschi, aliando a ditadura comunista que fornece operários à baixo custo de mão de obra com abundância jamais vista na história da humanidade, unida esta vantagem comparativa com o fornecimento de tecnologia e capital oriundos das potências ocidentais, que transferiram suas plantas industriais para a China, bem como suas marcas e patentes, que se não foram transferidas forma copiadas pelos chineses, produziram o boom, por mais de 30 anos de um crescimento do PIB chinês de mais ou menos 10% ao ano tornando-a na segunda potência mundial. Assim é que a antiga periferia asiática, com relação aos Tigres Asiáticos e a China expandiram-se e, logo depois do Japão, que iniciou este processo, foram substituindo-o em mercadorias industrializadas menos sofisticadas e de menor qualidade, para fazer com que o conceito de Raul Prebisch, na CEPAL, CENTRO\PERIFERIA fosse subvertido e invertido, passando a antiga PERIFERIA asiática a ocupar o lugar de CENTRO como o faz agora. O Brasil e a América Latina têm passado por um profundo processo de desindustrialização e de especialização só no agronegócio onde têm vantagens comparativas advindas da riqueza dos solos agriculturáveis, do clima propício, da maquinização do sistema de plantation, que em determinada época foi acionado pela tentativa de reconversão da sua planta produtiva pela instalação do sistema just and time ou sistema integrado onde, da mesma forma, uma aliança dos comunistas, liderados pelo comunista granschista Fernando Henrique Cardoso, com sua reforma agrária advinda do Estatuto da Terra produzido pelos militares e que implantou o FIM SOCIAL DA TERRA NO BRASIL no constitucionalismo de 1988 fizesse com que a falta de produtividade da plantation, fordista, as fazendas ou estâncias com suas grandes extensões de terra fossem substituídas no seu fordismo extensivo, onde se tem mais máquinas e poucos operários na produção , repito, fossem substituídas pelo sistema toyotista ou just and time integrado onde uma multinacional reprocessadora industrial compraria toda a produção de assentados, que por serem novos proprietários, sem o custo trabalhista de ter sua carteira assinada, forneceriam produção cativa de frangos, porcos, peixes, leite, frutas e verduras, para estas indústrias transformadoras, revertendo e convertendo o cinto de pobreza e insegurança que criava o exodo rural do campo para a cidade, invertendo assim, este caminho e restabelecendo, através da implantação da política de Robert Mundel, prêmio Nobel de Economia, nos anos 90, o seu sistema de simetria monetária, através da dolarização do real de Fernando Henrique Cardoso e de Menem, na Argentina e Brasil, condições de acoplamento da periferia com o Centro otimizando-se assim a periferia. Falhado o plano do Dólar de implantação de uma placa tectônica em dólar, moeda que domina 70% da circulação e da liquidação dos débitos internacionais, o agronegócio brasileiro ganhou uma trégua e vantagens comparativas, pois deixando de ser subsidiado pelos governos militares e deixando de ser acossado pelas invasões de sem terras cujos líderes petistas e comunistas constataram que estavam financiando favelas rurais ao invés de implantarem uma grande planta de sistema just and time ou integral de produção agrária pois falhada a dolarização e abortada assim a acoplagem monetária e rentista que propiciaria que estas plantas fornecessem ao primeiro mundo a exportação de produtos já mais agregados e com baixo custo, fazendo assim, por esta quebra ou falha do sistema de Robert Mundell, de uma grande placa monetária do dólar que a simetria monetária sucumbisse e as assimetrias continuassem desconectadas sendo que , mesmo assim, o Brasil participando do Grupo de Cairns, sem subsídios agrícolas dos governos militares, e já não acossado por invasões, conseguisse um grande boon agrícola superando os Estados Unidos da América e a Europa, ambos os territórios subsidiados por ajuda governamental e que não se enquadram nas exigências da rodada de Doha da OMC. Assim é, que paradoxalmente, embora os governos de FHC tentassem a recorversão da planta agrária através da simbiose capitalista\comunista do granchismo que substituiria as Plantations em regime fordista ou taylorista (pouca mão de obra e altamente mecanizadas de lavouras em grande extensão) pela planta toyotista ou just and time do agro negócio INTEGRADO a lavoura de pequenas famílias e proprietários, fornecedores de trabalho sem carteira assinada porque proprietários, a grandes plantas industriais tipo Sadia, Perdigão, etc…Falhada esta tentativa de implementação ela é substituída no governo Lula pela implementação de vinculação dos assentamentos antigos, já sem possibilidade de utilização pela indústria integrada, pois falhado o acoplamento monetário da dolarização do plano real, e falhada assim a artimanha criada por Robert Mudell de ligar a simetria e concatenar com ela as assimetrias, isto é dizer simetria monetária concatenando as diferentes assimetrias produtivas de todas as regiões ao capitalismo mundial, falhada esta tentativa, através da inversão do Estatuto da Terra que foi criado pelos militares para colonizar o interior e o eixo das estradas integrando o território nacional, transformada esta legislação em artificio de proselitismo político pela esquerda que vive dos votos dos pobres que foram direcionados para as invasões com a certeza que seriam acoplados ao capitalismo através da implantação do sistema INTEGRADO ou just and time do Toyotismo. Nada disto foi obtido e paradoxalmente a Plantation desonerada do financiamento a longo prazo e adaptando-se assim aos reticulados de Doha e da OMC, seja desoneração de subsídios governamentais, pela junção de um clima e abundancia de terras incorporadas do serrado no centro oeste e sudeste, com uma expansão jamais vista, o agronegócio passou a financiar e apoiar o crescimento do PIB nacional impedindo a debacle total frente a crise e a debacle do movimento capitalista no exterior colapsado. Assim é que o surgimento da China, antiga periferia transformada agora em Centro condicionante, tendo recebido tecnologia e aporte de capitais sem limite aliados a uma força de trabalho de um continente de operários que ultrapassam 940 milhões de pessoas, mais que a população dos Estados Unidos aliados ao Brasil, começaram a buscar as comodities agrárias das plantations já adaptadas com os reticulados de Doha e da OMC e assistidas, da mesma forma, pela tecnologia de empresas multinacionais como a Monsanto e outras que criaram uma simbiose entre sementes hibridas e patenteadas, sujeitas ao pagamento de royalts, adaptadas e suplementadas por agrotóxicos que destruíam as outras concorrentes e ervas que fizessem sombra a sua vicejação. Assim é que se temos o início do apogeu do agronegócio e da plantation, tipo taylorista e fordista, nas Américas Latinas, temos também um grave processo de desindustrialização e de crise e desemprego nas cidades onde se aumenta a área de insegurança e violência urbana aumentada pelo exodo rural e a queda da desindustrialização e disseminação do desemprego por todos os lugares alastrando-se para criar uma ampla zona de economia informal que passa a entrar em simbiose com o informal crime organizado do descaminho de direito e do contrabando, tanto de mercadorias importadas da China e da Ásia, como também de tóxicos e drogas oriundas da Bolivia, Paraguai, Perú e Colombia, transformando a periferia das malocas, favelas e arrabaldes brasileiros e latinos em zonas de guerra loteadas por quadrilhas altamente organizadas com exércitos e armamento que fazem sombra a soberania dos estados nacionais, que financiam o carnaval, financiam o jogo do bicho e outros jogos, dominando a periferia urbana e adentrando o financiamento de políticos granjeando cada vez mais poder sociológico, através da musica e costumes, como também pelo domínio a maneira dos velhos gangsters americanos vendendo segurança e elegendo políticos e subvertendo a ordem com a corrupção disseminada da polícia e do judiciário, pequenos burgueses ameaçados pelo poder de fogo que são cooptados ante o medo que derrama-se por sobre suas famílias e filhos e o dinheiro ilimitado de bilhões de dólares que irrigam o crime organizado dominando os negócios regularizados transformando-os gradativamente em lavanderias para lavar o dinheiro mal obtido. Assim é que estes liberais que aí estão, com sua miopia, não enxergam , a concorrência predadora da China comunista que desindustrializa o país nos mantendo num sistema de crise e desemprego sepultados pela violência oriunda da implosão da economia capitalista avançada em nosso território que mantem-se a troco de nossas altas vantagens comparativas oriundas só do grande agronegócio com sua planta taylorista ou fordista, das grandes fazendas ou estâncias, que tem sustentado agora, com suas vantagens comparativas nosso PIB através do comércio monopolista da China, que nos compra a maior parte da produção agrícola destruindo toda a indústria e o emprego nas cidades…Esta é a anatomia e o raio x de nossa crise e submissão!!!!
No entanto hoje sabe-se que além da moeda, do valor do trabalho, da tecnologia, dos juros altos ou baixos, também a disponibilidade de energia pode afetar a concorrência entre os países e assim, o discurso do Dr. Rilwanu Lukman, ex-Secretário Geral da OPEP ( Organização dos Países Produtores de Petróleo) sob o título “O Impacto Global do declínio do preço do óleo”, proferido em março de 1999, em Tóquio, (http://www.operc.org\) fornece subsídios determinantes da mesma forma para esta visão interativa. Ele afirmava naquela época que os preços do barril do Brent estacionados entre US$ 10 r US$ 12 causavam efeitos danosos sobre a economia mundial como um todo. Exemplificava dizendo que, em países importadores como o Japão, o preço baixo fazia com que a economia estimulada pelos baixos custos da energia ocasionasse um forte incremento da produção industrial com reflexo nos demais setores, ocasionando, como fenômeno mundial, pela soma destes parâmetros difusos entre países exportadores, com perfil semelhante, uma pressão insuportável sobre os balanços de pagamentos dos países importadores, criando assim problemas disseminados entre vários países emergentes causados pelo desequilíbrio das importações baratas.”
Assim é que o Brasil, voltando ao sistema de câmbio flexível sob meta de inflação, enfrenta hoje a antiga periferia transformada pelo capital e o aporte de tecnologia em CENTRO. A China, com seu dumping social – inexistência de direitos trabalhistas – e dumping monetário – moeda baixa – consegue incrementar uma mais valia Marxista insuperável para seus parceiros de negócios. ( Conceito de Mais Valia Absoluta e Relativa – Marx – ) O Brasil, sofrendo esta concorrência predadora, condicionado às importações maciças de commodities agrárias condiciona-se na sua funcionalidade ao mesmo tempo que sua indústria é dizimada e erradicada pela obtenção e troca de reciprocidades concessiva à China que exporta toda ou grande parte de sua produção industrial para o Brasil a preços infames frutos dos dumpings monetário e social. A subida dos preços do petróleo e a cessação do seu subsídio pelo governo cria um encarecimento maior da base produtiva pois repassado para o transporte e também para o custo de produção que se direcionam ambos para os preços finais. O valor da dívida oriunda do Plano Real de Fernando Henrique que termina seu período criando uma dívida pública, que era de 60 bilhões, passando ao patamar de 760 bilhões e que daí em diante sofreu um processo de aceleração pelas políticas demagogas e populares dos governos Lula e Dilma indo ao patamar de 4 trilhões de reais ou o equivalente à 1 trilhão de dólares, agravam a relação entre Estado e Sociedade Civil, sendo que o primeiro para compensar seus déficits vai aumentando seus impostos e gradativamente esgotando sua capacidade de tributação pois já num patamar estratosférico. Soma-se a isto o descontrole dos juros do sistema privados de bancos pois embora o Estado Nacional determine uma das taxas selics mais baixas em todos os períodos históricos, este valor de referência não afeta mais a taxa de juros privada que alça à patamares usurários de as vezes mais de 300% ao ano ou coisa assim próxima! O grande professor e economista Barry Eichengreen sobre os juros traçou este quadro: “Quando um país incorria em um déficit de pagamentos e começava a perder ouro, seu banco central podia intervir para acelerar o processo de ajuste do meio circulante. Ao reduzir o meio circulante, a intervenção do banco central exercia uma pressão para baixo nos preços e aumentava a competitividade dos produtos domésticos, eliminando o déficit eterno com a mesma eficácia de uma saída de ouro do país. A ampliação do modelo de maneira a incluir a intervenção de um banco central visando reforçar o impacto de fluxos de ouro incipientes nos meios de pagamento domésticos podia, assim, explicar como ocorriam ajustamentos externos na ausência de grande movimentação de ouro. Geralmente, o instrumento utilizado era a taxa de redesconto. Os bancos e outros intermediários financeiros (conhecidos como casas de redescontos) emprestavam dinheiro a comerciantes por sessenta ou noventa dias. O banco central podia adiantar esse dinheiro ao banco imediatamente, em troca da posse do título assinado pelo comerciante e do pagamento dos juros. O adiantamento do dinheiro era resultado da operação denominada “redescontar o título”; os juros cobrados eram a taxa de redesconto. Frequentemente, os bancos centrais mostravam-se prontos a descontar, à taxa prevalecente, um número ilimitado de letras elegíveis que lhes fossem apresentadas (sendo que a aceitabilidade dependia do número e confiabilidade nas assinaturas apostas ao título, das condições, sob as quais ele havia sacado e de seu prazo até a maturação). Se o banco elevasse à taxa e tornasse o desconto mais dispendioso, um número menor de intermediários financeiros estaria interessado em descontar títulos e obter dinheiro do banco central. Através da manipulação de sua taxa de redesconto, o banco central podia interferir no volume de crédito doméstico. O banco podia aumentar ou reduzir a disponibilidade de crédito para restaurar o equilíbrio do balanço de pagamentos sem que fosse necessário realizar transferências de ouro (leia-se hoje de divisas ou perda de reservas – grifo e observação minha). Quando um banco central, prevendo perdas de ouro (divisas – grifo meu) , elevava sua taxa de redescontos, reduzindo assim seu estoque de ativos domésticos que lhe rendia juros, ocorria o enxugamento do volume de dinheiro no mercado. Verificava-se uma redução no volume de dinheiro em circulação e o equilíbrio externo era restaurado sem necessidade de uma saída real de ouro (divisas) do país. Esse comportamento por parte dos bancos centrais veio a ser denominado “jogar segundo as regras”. Não havia, evidentemente, um livro contendo as regras definindo esse comportamento. “As regras do jogo” era uma expressão cunhada em 1925 pelo economista inglês John Maynard Keynes, quando o padrão ouro do período anterior à guerra era apenas uma vaga lembrança. O fato de que a expressão tenha sido introduzida tanto tempo depois deveria despertar nossa suspeita de que os bancos centrai orientavam-se, ainda que implicitamente, por um rígido código de conduta. Isso, na verdade, não ocorria, embora esse fato tenha sido descoberto apenas indiretamente. Em um tratado influente publicado em 1944, cujo propósito era explicar por que o sistema monetário internacional havia funcionado tão mal nas décadas de 20 e 30, Ragnar Nurkse tabulou – por país e por ano – o número de vezes, entre 1922 e 1938, em que os ativos domésticos e externos dos bancos centrais haviam caminhado juntos, como se as autoridades tivessem aderido “as regras do jogo”, e o número de vezes em que isso não ocorreu. Ao descobrir que os ativos domésticos e externos moviam-se em sentidos opostos na maioria dos anos estudados. Nurkse atribuiu a instabilidade do padrão ouro no período do entreguerras a um desrespeito generalizado das regras e, assim, deduziu que a estabilidade do padrão ouro clássico dependeria da preservação dessas mesmas regras. Porém quando Arthur Bloofield refez em 1959 o exercício de Nurkse utilizando dados de um período anterior à guerra, para sua surpresa, ele verificou que o desrespeito às regras eram igualmente comuns antes de 1913. É claro, portanto, que outros fatores, além do balanço de pagamentos, influenciavam as decisões dos bancos centrais sobre em que nível deveriam fixar a taxa de redesconto. A lucratividade era um desses fatores, tendo em vista que muitos bancos centrais eram instituições privadas. Se o banco central fixasse a taxa de redesconto acima das taxas de juros do mercado, ele poderia ficar sem clientes. Esse foi um problema para o Banco da Inglaterra a partir da década de 1870. O crescimento do número de bancos privados depois de meados do século havia reduzido a participação de mercado do Banco da Inglaterra. Anteriormente, o banco havia sido “tão forte que poderia ter absorvido todos os outros bancos londrinos, seus capitais e suas reservas e, mesmo assim, seu próprio capital não teria se exaurido. Quando as operações de redesconto do Banco foram reduzidas a apenas uma fração daquelas praticadas por seus concorrentes, uma elevação em sua taxa de redesconto (bank rate) tinha menor impacto sobre as taxas de mercado. (assim com a queda da Selic não influencia nada em razão das taxas de juros dos bancos privados no Brasil extratosféricas!!! Grifo meu). Uma elevação nessa taxa ampliava o diferencial entre ela e as taxas de mercado, fazendo com que o Banco da Inglaterra ficasse sem clientes para esse tipo de operação. Se esse diferencial se ampliava excessivamente, a “bank rate” poderia perder sua “eficácia” através da venda de títulos (juntamente com a venda de compromissos de recompra) com o objetivo de baixar o preço das mesmas, empurrando as taxas de mercado para cima, aproximando-as da “bank rate”. Outra consideração era que uma elevação nas taxas de juro para conter a saída de ouro (divisas grifo) poderia esfriar a atividade econômica. Elevações nas taxas de juro aumentavam o custo de financiamento de investimentos e desestimulavam a acumulação de estoques, embora os bancos centrais ficassem, em larga medida, isolados das repercussões políticas negativas. Finalmente, os bancos centrais hesitavam em elevar as taxas de juro porque isso aumentava o custo do serviço da dívida do governo. Mesmo bancos centrais que eram instituições privadas não estavam imunes a pressões no sentido de proteger o governo deste ônus. O Banco da França, embora fosse uma instituição privada, era chefiado por um servidor público nomeado pelo ministro das Finanças. Três dos doze membros do Council of Regents do banco eram indicados pelo governo. A maioria dos funcionários do Rechsbank alemão era de servidores públicos. Embora a diretoria do Rechsbank decidisse a maior parte das questões de suas políticas através de voto majoritário, em caso de conflito com o governo ele era obrigado a obedecer às instruções do chanceler alemão. Portando, uma suposição simplista de que haveria um conjunto de “regras do jogo” seria enganosa – e, com o passar do tempo, cada vez mais errônea.” Assim é que o Brasil hoje sofre a concorrência do efeito Guerra das Moedas causado pelo acoplamento com a China, que lhe compra quase tudo sendo seu maior parceiro econômico atual, ao mesmo tempo que lhe destrói de forma predadora toda a indústria que não tem competitividade para enfrentar a planta chinesa turbinada por uma mais valia aliada à moeda baixa e a ausência ou quase ausência de custos laborais por acréscimo e adição de direitos trabalhistas. Custo de Juros aliado à divida pública mantém o Brasil nesta estagnação e congelamento do crescimento e da reativação do PIB nacional pois as distorções de endividamento americano, pelo sistema de Bob Triffin, seja a inflação da moeda e da dívida americana com uma moeda fiduciária que exporta a inflação americana para a China, que, como sistema ou sub-sistema reexporta esta inflação do dólar americano na forma das divisas que pressionam ao máximo as importações de commodities brasileiras agrárias e concomitantemente asfixiam à sua indústria, como bem descrito por Robert Mundell, no seu primeiro modelo de áreas monetárias com suas simulações hipotéticas interativas entre os sistemas estatais monetários e econômicos de certa forma reprisando a teoria de Leontieff. Eis o esquema do meu conceito de Guerra das Moedas que, criado antes de Honsong Bing, o chinês que escreveu guerra das moedas em 2007, nove anos depois de mim e ainda James Richards, americano que escreveu em 2014 sob o mesmo título. Acrescentei ao título o nome Guerra das Moedas e a Partidocracia pois analiso, em cada época os governos de Fernando Henrique Cardoso, Lula e Dilma, com relação ao Banco Central e suas emissões e providências com relação ao mercado interno e internacional com efeitos endógenos e exógenos. A reforma econômica, seja ela de Bolsonaro ou mesmo outro que lhe sobrevenha através de eleições ou não, há de levar em conta toda esta inserção internacional do Brasil e seu condicionamento aos demais sistemas econômicos. Trump e seu governo já concluíram sobre os efeitos daninhos da China sobre o seu território na politica de mais empregos lá e menos empregos nos EUA partindo para uma demolição da visão de Bretton Woods do multilateralismo, alterando-o, através de pressões para um bilateralismo prático negociado parte a parte e caso a caso na conformidade dos interesses americanos de manutenção dos índices de crescimento de sua econômica com a manutenção, da mesma forma, dos níveis de emprego que aumentaram bastante.

5 – Da originalidade e pioneirismo do nome Guerra das Moedas para caracterizar no tempo um processo de concorrência monetária.

A expressão “Beggar thy neighbour” ou política de empobrecimento do vizinho oriunda do paradoxo de Robert Triffin o economista belga que identificou o colapso do lastro ouro americano e a expansão monetária desta nação trás incita a palavra guerra das moedas embora não a explicite. De certa forma o conceito de Triffin remete ao conhecimento de John Maynard Keynes, em sua obra Breve Tratado sobre a Reforma Monetária, publicado em 1971, pela The Royal Economic Society e publicado pela The Macmillan Press Ltd. Londres. Em suas páginas 78 quando aborda as Finanças Públicas e o Valor da Moeda no item Depreciação da moeda versus imposto sobre o capital. São suas as palavras que dizem “já vimos na secção anterior como o governo pode empregar a inflação da moeda (emissão sem lastro) para assegurar-se de ingressos com os quais enfrentar seus futuros pagamentos. Mas existe uma segunda maneira mediante a qual a inflação ajuda o governo a fazer equilíbrios para subsistir e assim reduzir a carga de seus passivos precedentes, na medida em que se hajam estabelecido em termos de dinheiro. Estes passivos consistem fundamentalmente em dívida interna. Cada passo da depreciação comporta obviamente uma redução em títulos reais perante os credores ante seus governos.” Assim é que Keynes vislumbra a expansão monetária como forma de quitação ou diluição da dívida publica. Este conceito foi absorvido por Triffin, não no plano interno da relação do estado com seus súditos mas na relação entre estados. John Kenneth Galbraith em sua obra A Moeda De onde veio e para onde vai, foi o que chegou mais perto da expressão Guerra das Moedas pois nesta obra no seu capítulo 7 intitula-a com o nome: A Guerra da Moeda. Neste capítulo ele não trata da Guerra das Moedas entre estados nacionais e suas plantas competitivas acopladas como sistemas interativos mas foca isto sim sobre a criação do Banco Central Americano e a relação de verdadeira guerra existentes entre os bancos privados nacionais americanos.

PARIS OU A POLÍTICA?! EU ACUSO A SORDIDEZ DA POLÍTICA CORRUPTORA DA REPÚBLICA E DO ESTADO DEMOCRÁTICO DE DIREITO!

IMG-20181112-WA0047À POLÍTICA OU PARIS??? EU QUE JÁ TENTEI TANTO….

COMO EU AMO PARIS!!!! SAUDADES IMENSAS DE MINHA FILHA E DESTA CIDADE INCRÍVEL! EU DISSE QUE IRIA ECONOMIZAR NESTE ANO QUE VEM MAS DEPOIS DE JULHO ME LIVRO DE MUITA COISA…FORMAREI MAIS UM FILHOTE DEIXAREI DE PAGAR 1500 POR MES; QUITAREI O CARRO QUE DEI PRA KIKA E DEIXO DE PAGAR MAIS 1500 ; QUITAREI O PLAZA E AÍ SÃO MAIS 500 PILAS POR MÊS…AS COISAS VÃO MELHORANDO E O MELHOR QUE EU PODERIA FAZER POR MINHA SAÚDE FÍSICA E MENTAL ERA RESISTIR À UMA CANDIDATURA POLÍTICA POIS, ANALISANDO BEM ME CANDIDATEI 5 VEZES PARA VEREADOR; DEPUTADO ESTADUAL; FEDERAL E SENADOR BOTANDO MEU RICO DINHEIRO FORA, SEIVA DE MINHA VIDA E MINHA FAMÍLIA, E VOCÊS ELEGERAM A CORJA QUE O SÉRGIO BORJA SEMPRE COMBATEU…DE SORTE QUE SE AS PORTAS NÃO SE ABREM PARA MIM POR AQUI, POR RAZÕES QUE DESCONHEÇO, SEI QUE TENHO OS DENTES TORTOS E SOU FEIO; POSSÍVELMENTE UM PORTE NOBRE E CARA DE RICO E OS INVEJOSOS E QUE VÃO SEMPRE MAL NA VIDA ODEIAM ESTE OLHAR DE SATISFAÇÃO QUE OSTENTO…EMBORA SEJA HUMILDE COM TODOS MINHA GRAVATINHA OFENDE A POUCA MASSA CINZENTA DE MUITOS…ENTÃO…PENSO…POR QUE ME PREOCUPAR COM O BRASIL SE HÁ TANTOS LADRÕES SE PREOCUPANDO E O POVO OS ADORA E É CAPAZ DE SE SACRIFICAR PELAS SUAS FALSIDADES….E DESLEALDADES…O POVO NÃO GOSTA DE QUEM FALA A VERDADE COMO EU…QUE NÃO MENTE COMO EU….QUE SEJA HONESTO E TRABALHADOR QUE NEM EU….O POVO ELEGE MENTIROSOS, VENAIS, LADRÕES, BÊBADOS, VAGABUNDOS E APROVEITADORES… ASSIM POR QUE VOU ME SACRIFICAR SE NÃO SOU “MALANDRO” POIS ELES NÃO GOSTAM DE “MANÉ ” TROUXA QUE NEM EU…GOSTAM É DE MALANDROS….ENTÃO VIAJAR É A SOLUÇÃO PARA NÃO FRUSTAR-SE NOVAMENTE….SE EU FOSSE ALGUMA COISA QUE DESSE CERTO EM POLÍTICA ELES VIRIAM ME BUSCAR EM CASA….MAS NÃO…QUANDO ESTÃO NOS PALANQUES APARELHADOS PELOS MESMOS BANDIDOS DE SEMPRE NÃO DEIXAM EU CHEGAR PERTO….OS JORNAIS DA GRANDE IMPRENSA OFICIAL JÁ NÃO ME PUBLICAM POIS VIREI MALDITO….OS CANAIS DE RADIOVE TV SÓ PERMITEM OS ETERNOS LIBERAIS E OS PALANQUES E CONFRARIAS SÓ MOSTRAM OS SEUS SEMPRE MESMOS ESCOLHIDOS…ASSIM POR QUE INSISTIR ONDE SOU PESSOA NON GRATA…PREFIRO ASSIM O EXÍLIO EM PARIS..ONDE AS CALÇADAS E PRAÇAS DELICIAM-SE COM A SOLA LÉPIDA DE MEUS PÉS RÓSEOS E LÁBIOS QUE TRAGAM E SORVEM TODAS POÇÕES E DRINKS MÁGICOS DOS BISTRÔS DESTA CIDADE MARAVILHOSA QUE NÃO ME ACHA UM TROUXA MAS UM SER CHEIO DE SONHOS E PAIXÕES ONDE ENCONTRO MOTIVAÇÃO PARA AINDA VIVER E SONHAR E SER AMADO POR QUEM ME MEREÇA E ME QUEIRA SABER FELIZ E NÃO TRISTE! PARIS…E DEPOIS CHINA..E JAPÃO E AINDA AUSTRÁLIA VER A GABRIELA MINHA AFILHADA QUE TEM A LUZ E AS CORES DE GAUGUIN EM SEU DESVELAR PRECIOSO…NÃO ATIRAR MEU TEMPO FORA PARA QUEM DESPREZA CULTURA E INTEGRALIDADE OU TEM INVEJA DO QUE NÃO TEM…NÃO DESPERDIÇAR-ME COM QUEM NÃO ME MERECE É O PRINCÍPIO DE COMEÇAR A AMAR-ME!!! PARIS!!!! PARIS!!!! PARIS!!!! PORQUÊ AQUI JÁ TENTEI DEMAIS E DE ONDE NÃO SE ESPERA NADA DAÍ É QUE NÃO SAI NADA MESMO!!! COMO DIZIA O BARÃO DE ITARARÉ!!! LEMBRO- ME DE MINHA LINDA WALKIRIA RITA GERDAU, POUCOS MESES ANTES DE FALECER, HEROICAMENTE DOENTE MORTAL DE CÂNCER FOI ATÉ A CONVENÇÃO DO PARTIDO QUE ME ENGANOU POR MESES, LÁ NO AUDITÓRIO DANTE BARONE, E ELA EM CASA ME DISSE AO OUVIDO UMA CONFIDÊNCIA DE PURO AMOR: ” MEU AMOR EU NÃO SEI O QUE TU FAZES NESTE PARTIDO POIS VI A GENTE QUE TE RODEAVA E ONDE AFUNDAVAS E PENSEI COMIGO…ELES NÃO TÊM NADA À VER CONTIGO!!! NADA SÉRGIO!!! NADA…NADA MESMO…” ESTA CONFIDÊNCIA É A MAIOR HERANÇA DE QUEM ME AMOU COMO SEQUER AMADO FUI COM EXCEÇÃO DE MINHA QUERIDA E DOCE MÃE!!! NÃO ME BASTA ISTO DE VISÃO E ESCLARECIMENTO PARA VIVER MINHA VIDA…POR QUÊ VOLTO A INSISTIR EM POLÍTICA?? POR QUÊ QUERER SERVIR? POR QUE ESTE IMPULSO ONDE HÁ FLAGRANTE REPULSA?!!! OU IGNORÂNCIA E INAPETÊNCIA PARA O NOVO; HONESTO; CORRETO; HONESTO?????? QUE DEUS, QUE É O GRANDE ARQUITECTO GERADOR E FUNDAMENTO DO UNIVERSO, ME DÊ LUZES PARA QUE EU FAÇA A LEITURA DE MIM E NÃO ME FRUSTRE TRILHANDO TRILHAS QUE NÃO SÃO MINHAS OU PROIBIDAS AOS MEUS PÉS INOCENTES….PIOR É QUE A MEMÓRIA POR CONVENIÊNCIA ESQUECEU DO RELATO DO QUERIDO EX-ALUNO “PULGA”: Há 17 anos atrás o professor Sérgio Borja entra na aula desabado; desenchavido! Tinha perdido mais uma eleição! Pulga ao ver a tristeza do professor diz: Professor! Depois da aula vamos tomar um café! A aula passou e o professor acompanhou Pulga e outro aluno à lanchonete. Lá chegando Pulga disse: _ professor quanto o senhor botou nesta campanha?! O professor responde: _ um total de 20.000 REAIS…Pulga pergunta novamente: – Quantos votos foram professor? O profEsso e diz: Foram 1936 votos aqui em Porto Alegre. .ao que Pulga diz: Professor eu e Fulano que aqui está somos peritos em eleição professor. Nós trabalhando de cabos eleitorais; nós, por sermos pobres e necessitarmos de dinheiro para pagar a faculdade somos cabos eleitorais; nós somos conselheiros titulares e nós precisamos de 5000 votos que não são obrigatórios ISTO é os votantes não são obrigados a irem até a urna votar em nós; nós e que temos de levar eles até às urnas com nossa liderança que os induz; assim quando chega às eleições professor nós nos alugamos para os políticos que nos pagam 10.000 REAIS por cada 5000 votos e se levamos mais, no lugar, eles nos pagam ainda mais tanto em bônus acima dos 10.000 reais…professor O VOTO É DIRETAMENTE PROPORCIONAM AO DINHEIRO APLICADO…na sua faixa de de deputado os caras concorrem com 500.000 ou até 1.000.000 É ASSIM ganham as eleições pois eles pagam conselheiros tutelares como nós que trabalhamos para qualquer partido que pagar nosso preço; os deputados estaduais tem os vereadores na base de sua pirâmide e nós e os deputados FEDERAIS são CACIQUES maiores pois têm na sua mão para trabalhar estaduais, vereadores e conselheiros tutelares além do pessoal dos sindicatos….professor O SENHOR sem cabo eleitoral e só com 20.000 fez o normal que cada Cabo eleitoral faz com este dinheiro…acontece que um político com 1.000.000 de puxuleco; do fundo partidário se for amigo dos donos do partido; dos empresários, dos sindicatos em GENTE mobilizada para à eleição compra 100 ou mais cabos ELEITORAIS profissionais que valem de 10.000 até 15.000 no mercado eleitoral e assim fazem 70.000 votos ou 200.000 ou mais….ASSIM professor não fique triste pois o problema não é você, seu fracasso, não o SISTEMA é assim professor! Eis a ” DEMOCRACIA ” que vivemos; que intelectuais; MINISTÉRIO PÚBLICO e JUÍZES ELEITORAIS NÃO desconfiam da existência deste mundo sórdido que está nos bastidores das eleições….não fique TRISTE professor..O senhor não perdeu e quem perdeu foi o Brasil e o SISTEMA que perderam um político da SUA qualidade e conhecimentos!!! Daí em diante FUI observando e fui vendo a realidade do “ESTADO DEMOCRÁTICO DE DIREITO ” ocupado e lotado pela massa sórdida de MÁFIAS e QUADRILHAS enquistadas no poder fazendo LEIS e indicando JUÍZES tudo comprado NESTE processo de corrupção da República, da Democracia e das instituições

CONVERSANDO COM BOLSONARO À QUEM ELEGI

contra-corja-1

TENTANDO CONVERSAR COM BOLSONARO À QUEM ELEGI!!

Recebi de uma amiga no Chile! Li e achei que o sujeito é paranóico como os filhos do cara!( Um sujeito que escreveu o artigo) Tem mania de perseguição! Toda a ajuda para arredondar suas constantes, reiteradas e diuturnas pisadas na bola o sujeito enxerga como se alguém quizesse tomar o governo dele! MOURÃO e os generais arredondam as jogadas erradas e recuperam o meio de campo e a finalização perdida e os filhos paranóicos total inventaram que os generais querem tomar o governo do pai!!!!!! Deuzulivre! Se ajuda é inimigo e se não ajuda é inimigo também!!! Não negociando com o Congresso, nos seus termos e de forma republicana e moral, só lhe sobra ser pressionado por impeachment em face da ingovernabilidade que cria ou fechar o Congresso como sua propaganda ou das claques fanáticas ou pagas lhe assistem na rede. O cara e sua claque não nota ou não desconfia que quem o elegeu foi uma FRENTE DE DESCONTENTES E ANTICOMUNISTAS ANTICORRUPTOS mas uma frente como todo o eleitorado fracionada. O sectário que escreve, já empregado ou buscando um emprego junto ao patrão ou ainda membro de uma das seitas religiosas , já exclui funcionários e empresários de sua cota de apoiamento diminuindo mais sua base já hiper dividida pois é suicida ou kamikase trabalhando só com valores ideais e um ELEITORADO IDEAL E COESO IDEALMENTE POR IDÉIAS E INTERESSES!!!! Esta visão idealista de pinto inexperiente de chocadeira é inexistente e não corresponde à realidade complexa e diversificada de um pais continente e assim, o primeiro ato seria obter SERENIDADE o segundo VONTADE DE DIÁLOGO e o terceiro DISCUSSÃO crítica de propostas sendo o quarto adoção de MEIOS TERMOS NAS SOLUÇÕES QUE COMPORTEM O MAIOR NUMERO POSSIVEL DE SATISFAÇÕES….isto se chama DEMOCRACIA e é um parto terrivel e dificil! Agora aos gritos e dando ordem unida só operando sob o principio da HIERARQUIA em que a desistencia ou deserção é combatida e atalhada com a sentença de MORTE depois de uma Corte Marcial! Um quartel é um quartel e uma nação uma nação! Não vamos misturar alhos com bugalhos! Stalin , Hitler , Fidel , Sadat , Kadafy e Pinoquet que governaram nações como à quartéis foram julgados pela história ou sentenciados nas ruas pelo povo. Parece que o sujeito procura melar o centro do jogo trancando tudo e assim terminando com o próprio jogo buscando uma INTERVENÇÃO para governar no grito com uma corte de seus filhos!!!! Como obterá isto se chuta os generais e o querido general MOURÃO que é o auxiliar que todo o Presidente queria?!!!!! Tudo muito dificil e a analogia com o carater irascível e intolerante de Collor e Dilma aos poucos começa à firmar-se. A ambos, no Presidencialismo de Coalizão que é uma parlamentarização do presidencialismo em que o governo e a concessão dele estão numa maioria no Congresso eu recomendei que comprassem um avião! FHC e LULA, nas seus segundos mandatos, assim fizeram, colocando primeiros ministros chefes da Casa Civil, e governaram bem viajando bem longe de atritos com o Congresso que nas constituições de 1946 e 1988, é realmente o órgão de Poder que à tudo decide ( Os regimes de ambas estas constituições é oriundo de regimes de força e assim a Partidocracia castrou o executivo para que não houvesse recidivas militares ou civis ditatoriais) Votei em você Bolsonaro e com grande dificuldade face à estas colocações VOTARIA DE NOVO FRENTE A MAIOR CRISE QUE SE APROXIMA ORIUNDA DA GUERRA DAS MOEDAS E FRENTE AO COMUNISMO INSTALADO EM CUBA E TUTELADO POR CHINA E RÚSSIA COM UMA CABEÇA DE PONTE JÁ CONQUISTADA NA VENEZUELA!!!! Assim simpático ao JUIZ MORO E AO EXÉRCITO NACIONAL REPRESENTADO NA FIGURA DO GENERAL MOURÃO lhe dou um ultimo conselho, que desconfio às vezes que não tenha humildade mas que sua fé em Deus e seus constantes ajoelhamentos perante o SUPREMO ARQUITETO DO MUNDO, QUE É DEUS TODO PODEROSO, lhe abra os ouvidos e mente e inicie uma negociação REPUBLICANA PÚBLICA E HONESTA com o Congresso e se não o fizer, que compre um avião e coloque um bom negociador na Casa Civil que não seja acusado de receber coima da OAS pois assim não irá jogar dominó com Temer e Lula na cadeia, e viaje senhor Presidente…vá se curar do stress desta facada traiçoeira em seu abdômen e tirar o trauma da desconfiança e do medo que um ataque tão vil incute no comportamento humano! VOSSA EXCELÊNCIA representa uma bandeira verde de esperança do povo e amarela de uma nação à procura de emprego e das riquezas da cor do ouro do Brasil para alimentar suas famílias!!! Necessitamos de Paz e Diálogo para absorver à Sociedade Informal dos Excluídos hoje administrada pelo tráfico de drogas, o descaminho e o contrabando que afrontam e oneram o Estado Nacional e a Sociedade Civil! A política liberal de saci Pererê que se assenta só no pé da Liberdade beneficiando somente o capital não é possivel num país em que majoritariamente somos todos trabalhadores e empregados civis celetistas, públicos civis ou militares ou operários informais!!!! Há de se caminhar pelos trilhos que são os meios de produção Capital e Trabalho!!! Getulio Vargas com os tenentes Juarez Távora e Cordeiro de Farias construiu uma politica harmonica entre Capital e Trabalho derrotando o conceito marxista leninista de Guerra de Classes de ricos contra pobres sepultando Luiz Carlos Prestes e o Comunismo! Em 1964 os tenentes de 1923 , já marechais, Cordeiro de Farias e Juarez Távora, chefes emblemáticos da revolução de 1964, também contra o Comunismo, sepultaram-no instituindo a mesma politica de Vargas com CLT e Justiça Laboral numa politica do Tenentismo do Tarde que anexou o FGTS PIS e PASEP chegando à obter um crescimento, no chamado milagre brasileiro que construiu Itaipu e tantas obras infraestrutura, de crescimento de 7% ao ano!!!! Esta politica, verdadeira mesotes ARISTOTÉLICA ou de meio termo harmônico entre Capital e Trabalho construiu todos estes anos o Bloco Social Democrata das constituições de 1934 1937 1946 1967 1969 sendo à de 1988 à cuspide do Bloco Histórico do Constitucionalismo Social Brasileiro semelhante à construção de Franklin Delano Roosenvelt do New Deal, que se reelegeu por 4 vezes na Norte América, amigo que desfilou com Vargas em carro aberto no Rolls Royce da Presidência!!! Devemos negociar com a China como Trump faz, com joelhaços nos miúdos, como fazia o Analista de Bagé..criar uma politica bilateral de vantagens mútuas e não unilaterais que satisfaçam só a China que condicionam nosso crescimento ao modelo de Raul Prebisch já descoberto na CEPAL onde estiveram Celso Furtado, Fhc e Maria Conceição Tavares! Um modelo asfixiado pela moeda eletrônica dos cartões de crédito e os juros do sistema PRIVADO DE BANCOS que restringe o crédito e asfixia à economia!!! Uma desregulação necessária frente à um bacharelismo que inunda de leis dificultando e atando em camisa de força o empreendorismo! Privatização da infraestrutura de rodagem, aeroportos e portuária a fim de eliminar custos! Combate sem limite à corrupção com adoção das sugestoes do juiz e nosso querido ministro SÉRGIO MORO uma das águias de vosso governo! Eu confio em BOLSONARO e espero nele grandeza de valores e humildade para percepção destes conselhos de um velho e idoso com 69 anos de experiência e proficiência no Magistério Juridico de 35 anos de luta! CONTRA À CORJA SÉRGIO BORJA E BOLSONARO NELES! Com este slogan nós o elegemos! Nós confiamos em ti Presidente! Os dentes podres numa boca devem ser todos paulatinamente e gradativamente extraidos dentro das regras do Estado de Direito pois quem deve paga e porquê não há ninguém acima da lei, mas a boca,cque contém os dentes sãos deve ser preservada pois alem de ser órgão institucional de alimento da democracia é o instrumento de sua fala! Estamos com você Presidente!

O ARTIGO A QUEM RESPONDI E QUE RECEBI DE UMA AMIGA EM VIAGEM AO CHILE:

O golpe contra Bolsonaro

Boa parte da opinião pública vive numa espécie de camisa de força mental, sem perceber que está sendo manipulada pela extrema-imprensa, atribuindo a Bolsonaro toda a responsabilidade do não andamento da Reforma de Previdência. Isso é absurdo.

É verdade que Bolsonaro poderia assumir uma posição mais firme em relação ao tema e fazer corpo-a-corpo com líderes partidários, mesmo sem utilizar o velho toma lá, dá cá. Mas também é verdade que ao Congresso bastaria votar a Reforma que é imprescindível para o Brasil. Ou não?

A verdade é que o establishment brasileiro nunca quis saber de Bolsonaro e trama a sua derrubada de todas as formas. O mesmo acontece nos EUA com Trump, desde que ele lançou a sua candidatura. Inclusive as alegações contra Bolsonaro são as mesmas: ele não seria apto ao cargo.

Bolsonaro não mudou uma vírgula da proposta que o elegeu: disse que faria um governo liberal e que buscaria combater a violência e a corrupção. Os projetos enviados ao Congresso, além de outras medidas, estão totalmente alinhadas com tais propostas eleitorais.

Já o Legislativo e o Judiciário vão em direção oposta. Não perdem a oportunidade de tomar medidas que protejam a velha política podre, responsável pela destruição do país. Barraram o pacote anticrime e jogaram corrupção e lavagem de dinheiro para a Justiça Eleitoral, por exemplo.

A extrema-imprensa, dominada pela mais radical militância esquerdista, segue o ritmo de campanha, sistematicamente ridicularizando Bolsonaro e buscando a sua derrubada. Não deixa de ser irônico ver esse pessoal implorando pela intervenção militar no governo.

Além da aversão ideológica, a imprensa chora a perda de centenas de milhões de reais em verbas públicas cortadas por Bolsonaro. A choradeira se estende à nata do funcionalismo público, maior perdedora de privilégios caso passe a Previdência.

Os mega empresários, acostumados com o combo BNDES, obras/pedidos superfaturados, subsídios e reserva de mercado também não estão contentes com o novo governo, assim como a Faria Lima, que prefere o atalho da velha corrupção para aprovar logo a Previdência.

Os privilegiados de sempre se unem para impedir qualquer mudança. Manipulam o povo, aparentemente de volta à condição de escravo após um breve despertar que derrubou o projeto venezuelano do PT e elegeu um candidato para fazer justamente o que está fazendo.

Ou as pessoas de bem desse país despertam novamente e passam a apoiar Bolsonaro mais ativamente, ou teremos um golpe, implícito ou explícito. Mourão assume e adota uma agenda semi-tucana, aprova a reforma para o Brasil não quebrar e mantém todo o resto como sempre foi.

Leandro Ruschel

A HARMONIA ENTRE O TRABALHO E O CAPITAL UMA IDEOLOGIA OU DOUTRINA BRASILEIRA

IMG-20181112-WA0047

A DEMOCRACIA SOCIAL HARMONIZA CAPITAL E TRABALHO E FOI IMPLANTADA POR GETULIO VARGAS EM 34 E TODAS AS CONSTITUIÇÕES ATÉ 88 NAO ALTERARAM UMA VÍRGULA DESTE PACTO! ESTE REGIME É ANTICOMUNUSTA E ANTILIBERAL! É UM REGIME DE CENTRO OU UMA LEGITIMA MESOTES ARISTOTÉLICO POIS NÃO PENDE NEM PARA O EXTREMO COMUNISTA DITATORIAL NEM PARA O EXTREMO CAPITALISMO PREDADOR! FRANKLIN DELANO ROOSENVELT ARTÍFICE DA POLITICA DO NEW DEAL ERA ALIADO DE GETÚLIO VARGAS E GOVERNOU OS EUA POR 4 PERIODOS IMPLANTANDO O RECALL JUDICIÁRIO E LEGISLATIVO CASSANDO SENTENÇAS DE JUIZES E CASSANDO MANDATOS DE PARLAMENTARES QUE TRAIAM O POVO! A EUROPA , UNIÃO EUROPÉIA QUE É A SEGUNDA POTÊNCIA MUNDIAL ( MAIOR QUE A CHINA) UTILIZA A POLITICA GETULISTA SEJA UMA ALIANÇA HARMONICA DO TRABALHO, DE SEUS OPERÁRIOS E TRABALHADORES UNIDOS E HARMONIZADOS COM O CAPITAL RENTISTA, INDUSTRIAL E AGRÁRIO DO CONTINENTE EUROPEU ONDE O ENSINO E SAÚDE SÃO PUBLICOS E DE QUALIDADE ASSIM COMO BOA PARTE DOS TRANSPORTES E A SEGURANÇA! A CRISE NA EUROPA,FOI DOS PIGS E NÃO DA ALEMANHA E FRANÇA QUE UNIDAS INCORPORARARAM TODO O LESTE DAS SUCATAS DOS SATÉLITES DA EX URSS, POLONIA, UKRANIA, TCHECO, ESLOVÁQUIA, HUNGRIA, RESTOS DA EX IUGOSLÁVIA SEGURANDO AS CRISES DA GRÉCIA, PORTUGAL, ESPANHA, ITÁLIA E EIRE…NÃO HÁ SOLUÇÃO QUE EGOISTICAMENTE COORDENADA PELO PRINCIPIO DA IGUALDADE E DO TRABALHO UNICAMENTE CRIE FELICIDADE; A PORTA DA FELICIDADE TAMBÉM NÃO ESTÁ NA UNICA PASSAGEM DA LIBERDADE E DO CAPITAL COM SEU EGOISMO RACIONAL COMO QUER AYN RAND! A UNIÃO DA LIBERDADE ISTO É DIZER DO CAPITAL COM O TRABALHO, ISTO É DIZER IGUALDADE CRIA A FRATERNIDADE E O MEIO TERMO DEFENDIDO POR ARISTÓTELES NA ÉTICA À NICOMACO! HARMONIA E PAZ SOCIAL!!! VIVA GETULIO VARGAS O FUNDADOR DA DEMOCRACIA SOCIAL IMPLANTADA JURIDICAMENTE NO BLOCO SOCIAL HISTORICO DO CONSTITUCIONALISMO SOCIAL DE 1934, 1937, 1946, 1967, 1969 E 1988 QUE É A CÚSPIDE DO APERFEIÇOAMENTO HISTÓRICO DO CONSTITUCIONALISMO BRASILEIRO. OS MILITARES NA REVOLUÇÃO DO TENENTISMO INFLUENCIARAM VARGAS NO TENENTISMO DO CEDO E NO TENENTISMO DO TARDE ONDE OS ANTIGOS TENENTES JUAREZ TÁVORA E CORDEIRO DE FARIAS ERAM NA ÉPOCA JÁ MARECHAIS, NÃO ALTERARAM UMA VÍRGULA NA CONSOLIDAÇÃO DAS LEIS DO TRABALHO O PACTO DE HARMONIA SOCIAL QUE TEM MANTIDO NESTES ANOS TODOS A PAZ SOCIAL ENTRE AS CLASSES E QUE OS COMUNISTAS TENTARAM DE NOVO DESTRUIR COM SUA GUERRA DE CLASSES MARXISTA LENINISTA E TENTARÃO NOVAMENTE SE OS SECTÁRIOS E FANÁTICOS LIBERAIS EGOISTAS DESTRUIREM A UNIÃO DO CAPITAL E DO TRABALHO!!! NECESSITAMOS REFORMAS SIM ! NECESSITAMOS ABSORVER OS EXCLUÍDOS COOPTADOS PELO CRIME ORGANIZADO NESTA SOCIEDADE INFORMAL QUE IMPLODE O ESTADO NACIONAL BRASILEIRO E ISTO SÓ SE CONSEGUIRÁ COM O COMBATE À CORRUPÇÃO , COM A DESBUROCRATIZAÇÃO E DESREGULAÇÃO DAS TEIAS LEGAIS QUE PREJUDICAM O EMPREENDORISMO, INVESTIMENTOS E REMODELAÇÃO DA EDUCAÇÃO QUE POTENCIALIZARÁ O BOOM ECONOMICO, GARANTIA DA PROPRIEDADE E DO SISTEMA COMERCIAL COM CRIMINALIZAÇÃO DE INVASORES DE PROPRIEDADE RURAIS E URBANAS, INDEPENDÊNCIA TOTAL DO BANCO CENTRAL COM UMA POLITICA DE ESTADO E NÃO DE GOVERNO; NEGOCIAÇÃO BILATERAL TENTANDO NOS FORUNS INTERNACIONAIS UMA REATIVAÇÃO DO MULTILATERALISMO E A EQUIPOLENCIA DA OMC MAS TAMBÉM DA INTERNALIZAÇÃO DAS CATEGORIAS DA OIT COM CONDENAÇÕES À CHINA E PAISES DO ASEAN QUE DESTROEM A COMPETITIVIDADE E A CONCORRENCIA CAPITALISTA FAZENDO DUMPING SOCIAL E MONETARIO QUE EMBUTEM EM SUAS MERCADORIAS CAUSANDO O PROCESSO DE DESTRUIÇÃO DA CONCORRÊNCIA; AUMENTO DAS PENAS AOS CORRUPTOS E A IMPLANTAÇÃO DE TOLERÂNCIA ZERO PARA DESTRUIR A GUERRA MOLECULAR CIVIL EM QUE O BRASIL VE MORREREM 60.000 PESSOAS POR ANO EM NÍVEIS QUE SUPERAM A GUERRA DO VIETNÃ, DA COREIA, IRAQUE E OUTRAS! GETÚLIO VARGAS SEM O SEU DEFRAUDADOR O CRIPTO COMUNISTA DEMAGOGO E POPULISTA LEONEL BRIZOLA E SEU PARTIDO QUE FOI UMA DETURPAÇÃO DAS IDÉIAS DE VARGAS QUE FOI DO COMEÇO AO FIM ANTI COMUNISTA! HÁ UMA IDEOLOGIA NACIONALISTA QUE É A DE GETULIO VARGAS QUE DEU SUA VIDA PELO POVO E PELO BRASIL!

BOLSONARO E O PRINCÍPIO REPUBLICANO DA IMPESSOALIDADE

Grande Loja da Pensilvânia 093

BOLSONARO EMBORA ADVERTIDO PELOS MILITARES CONTINUA COM SUA ATITUDE NEPÓTICA E ANTIREPUBLICANA DE ENFIAR OS FILHOS!! LEVOU AGORA O FILHOTE PARA UMA AUDIÊNCIA SIGILOSA CONTRARIANDO O PROPRIO EMBAIXADOR QUE TEM RAZÃO!!!

IMAGINE SE EU CONVIDASSE MEUS FILHOS PARA MINHAS AULAS NA UFRGS OU PARA EXERCER CARGOS NUM TRIBUNAL, JUIZADO, PROMOTORIA, FISCALIZAÇÃO, SE EU FOSSE GENERAL OU ALMIRANTE OU BRIGADEIRO E EM MEUS DESPACHOS ANDASSE COM MEUS FILHOS DANDO PITACO NO JUIZO, QUARTEL, NAVIO, UNIVERSIDADE, COMO ÓRGÃO QUE “PRESENTA” O ESTADO COMO DIZIA PONTES DE MIRANDA SEGUINDO AS TEORIAS DE GIERKE, GERKE E OTTO MAYER?????

O BOYSINHO FILHINHO DE PAPAI ATACA O PRINCIPIO DA IMPESSOALIDADE DO ART 37 DA CONSTITUIÇÃO E O PAI, EM QUEM VOTEI, MAS QUE TEM SÓ DOIS NEURONIOS, O TICO DAS ARMAS E ARMAMENTOS E O TECO DO AMOR AOS FILHOS SEGUE O BAILE…TÁ CHEIO DE SUJEITO E SUJEITAS SIMPLÓRIAS QUE NÃO ESTUDARAM DIREITO CONSTITUCIONAL E ADMINISTRATIVO QUERENDO OU DIZENDO QUE FAMÍLIA É BOM OU BOA, NINGUÉM DISCORDA DISTO, MAS SE O CARA É UM ÓRGÃO DE ESTADO, UM DELEGADO, UM FISCAL DO ICMS, UM JUIZ, NÃO VAI LEVAR OS FILHOTINHOS FILHINHOS DE PAPAI NEPOTICANENTE PARA A DELEGACIA, PARA O IMPOSTO DE RENDA OU PARA O LOCAL DA PRESTAÇÃO JURISDICIONAL, O PRESIDENTE DA REPÚBLICA É O MAIS GRADUADO DOS FUNCIONÁRIOS E NÃO PODE CONTINUAR À DAR O MAU EXEMPLO ANTI PRINCIPIO REPUBLICANO DE IMPESSOALIDADE QUE ACINTOSAMENTE CONTINUA DANDO. EU TIREI O PT DO GOVERNO PORQUÊ ERAM UM BANDO DE CORRUPTOS E AGORA COLOQUEI UM CARA QUE NÃO É CORRUPTO MAS ATACA OS PRINCIPIOS CONSTITUCIONAIS REPUBLICANOS DE FORMA NEPÓTICA E CONSTANTE APROVEITANDO-SE DA IGNORÂNCIA E DESCONHECIMENTO DE SEU POVO DAS NORMAS DE DIREITO ADMINISTRATIVO ESTAMPADAS NO TEXTO CONSTITUCIONAL. ELE PENSA AMEAÇAR AS INSTITUIÇÕES COM O EXÉRCITO E OS MILITARES MAS ESTES JÁ O ADVERTIRAM PARA NÃO AGIR DESTA FORMA QUE RENITENTEMENTE INSISTE E SÓ PUCHA SACOS OU PRETENDENTES À CARGOS NO GOVERNO OU A CLAQUE PAGA COONESTA ATITUDE TÃO FLAGRANTEMENTE ILEGAL E INCONSTITUCIONAL!

SOU BOLSONARO E MUITO MAIS MOURÃO MAS ANTI GUEDES UM LIBERAL


DE COMO A CHINA ALIADA AOS LIBERAIS BRASILEIROS DESTRÓI O CAPITALISMO SOFISTICADO NO BRASIL DESINDUSTRIALIZANDO O BRASIL.

  1. 20190307_12322320190307_12320320190307_123240
    Estas imagens de facas e seus respectivos preços e origens são captadas diretamente da gondola de um supermercado ou grande shopping na cidade de Porto Alegre, agora em fevereiro. Os preços cotejados e a fotografia da origem da importação e fabricação mostra um artefato fabricado na China e “reembalado” no Brasil, no mesmo território do Rio Grande do Sul, onde são fabricadas as facas marca Tramontina, marca tradicional gaúcha e que os Hermanos argentinos e uruguaios, ao invés de chamar seus “cochilos” de facas já os denominam de “Tramontina”, facas para cortar o churrasco. Os preços cotejados entre as mercadorias, as Tramontinas, produzidas em solo brasileiro, com as “carimbadas” chinesas produzida na China são de 4 vezes para 1. O que quero dizer é que a China com dumping social de uma ditadura chinesa vermelha, não paga direitos trabalhistas como férias, décimo terceiro salário, insalubridade, periculosidade, aviso prévio, etc, somado ao dumping monetário do seu rembind (yuan) faz com que suas mercadorias oriundas de manufatura sejam de 4 vezes até duas vezes mais baratas que as fabricadas em solo pátrio brasileiro que trazem custos trabalhistas, uma moeda valorizada frente ao dólar (mesmo sendo baixa tem uma cotação mais alta que o rembind ou yuan) e assim, a competitividade das mercadorias, algumas com alto poder agregado, destruam de forma predadora a concorrência das mercadorias fabricadas no Brasil. Esta é a política do mais emprego na China e menos emprego no Brasil de que falo tanto. Alguns obtusos ou interessados egoístas com viseira dizem: Mas a China compra 60 % de nosso soja, compra quase toda a carne do Brasil, Argentina e Uruguai, o arroz, em suma, as comodities que necessita para alimentar um contingente populacional de 1 bilhão e 400 milhões de chineses com seu contingente de trabalhadores que atinge 940 milhões de operários fazendo concorrência e destruindo todas as indústrias dos países,, tanto desenvolvidos assim como dos emergentes. Sim, por que é com as divisas americanas de dólar é que vai com sua fome de ogro comprar no mercado internacional todas as comodities que necessita. Há de lembrar aqui um conceito criado no âmbito da América do Sul, pelos economistas autóctones latino-americanos estabelecidos na CEPAL com sede no Chile. Raul Prebisch e todo o séquito de exilados brasileiros como Celso Furtado, Fernando Henrique Cardoso e Maria Conceição Tavares entre outros, que criaram, sob a liderança do grande economista argentino Raul Prebisch o conceito econômico de CENTRO\PERIFERIA!!! Sim!! Este conceito demonstrava como as plantas econômicas dos demais países emergentes ficavam condicionadas aos países centrais que já tinham passado por todas as outras fases de evolução do capitalismo, passando do mercantilismo, pela revolução industrial e coroado esta com plantas de industrialização e financeiras, como a Inglaterra, que condicionavam a transformar a periferia em meros fornecedores cativos de mercadorias ou comodities para estes centros. Iludiam-se assim os economistas que pensavam que as nações cresciam num processo contínuo passando por todas as fases até chegarem ao seu apogeu de industrialização e sofisticação rentista de um capitalismo avançado como se fossem as fases inexoráveis do desenvolvimento de qualquer ser vivo que primeiro nasce e é um neném, depois uma criança, um jovem até chegar a maioridade e maturidade e depois envelhecer. Não, as plantas de produção dos países em desenvolvimento ou periféricos ficariam condicionados e congelados num só estágio como fornecedores cativos de mercadorias advindas de suas chamadas “vantagens comparativas”. Estas vantagens comparativas seriam aquelas fornecidas pela natureza e pela mão de obra e clima de um país que otimiza a produção, pela localização de minas em seu território, pela condição de terras ricas e clima especial para a produção de insumos básicos e ainda uma mão de obra barata e acessível para tal produção extrativa. Assim é que com raríssimas exceções nenhuma nação recente conseguiria superar este condicionamento atroz do centro. A grande distância dos centros ou a ocorrência de guerras, como as mundiais no centro, possibilitariam temporariamente, as vezes, nalguns casos a substituição de algumas indústrias do centro reimplantadas na periferia um pouco sofisticada. Após a queda do muro de Berlim que emblematicamente significa a catástrofe russa e seu envolvimento na guerra do Afganistâo, em 1986, e sua fragorosa derrota, com o recrudescimento de uma crise econômico social e política em todo o território da antiga URSS, que , apesar da glasnost e perestroika feita por Gorbachov, não conseguiu sopitar a implosão de todo o império russo causando com isto, o transbordamento do capitalismo ocidental que, baseado nos entes de Bretton Woods, criados nas White Montains, dos EUA, passaram com a política de Richard Nixon, a assediar a China, estrategicamente, transformando a cortina de bambu, de um inimigo potencial em um amigo crucial, no primeiro momento, pois fornecedo-lhe, através de uma aliança com a política de Den Chiao Ping, a tecnologia e o capital necessário, unidos estes ao imenso capital de operários, bem dizer infinito, com baixo custo de moradia e alimentação, e por isto baixo custo de salário, isto é dizer vantagem comparativa salarial e técnica no nível de recorversão de trabalhadores rurais em urbanos. Assim é que a nova China, fruto de uma aliança neo-Granchista, subvertendo as teorias de Antonino Granschi, aliando a ditadura comunista que fornece operários à baixo custo de mão de obra com abundância jamais vista na história da humanidade, unida esta vantagem comparativa com o fornecimento de tecnologia e capital oriundos das potências ocidentais, que transferiram suas plantas industriais para a China, bem como suas marcas e patentes, que se não foram transferidas forma copiadas pelos chineses, produziram o boom, por mais de 30 anos de um crescimento do PIB chinês de mais ou menos 10% ao ano tornando-a na segunda potência mundial. Assim é que a antiga periferia asiática, com relação aos Tigres Asiáticos e a China expandiram-se e, logo depois do Japão, que iniciou este processo, foram substituindo-o em mercadorias industrializadas menos sofisticadas e de menor qualidade, para fazer com que o conceito de Raul Prebisch, na CEPAL, CENTRO\PERIFERIA fosse subvertido e invertido, passando a antiga PERIFERIA asiática a ocupar o lugar de CENTRO como o faz agora. O Brasil e a América Latina têm passado por um profundo processo de desindustrialização e de especialização só no agronegócio onde têm vantagens comparativas advindas da riqueza dos solos agriculturáveis, do clima propício, da maquinização do sistema de plantation, que em determinada época foi acionado pela tentativa de reconversão da sua planta produtiva pela instalação do sistema just and time ou sistema integrado onde, da mesma forma, uma aliança dos comunistas, liderados pelo comunista granschista Fernando Henrique Cardoso, com sua reforma agrária advinda do Estatuto da Terra produzido pelos militares e que implantou o FIM SOCIAL DA TERRA NO BRASIL no constitucionalismo de 1988 fizesse com que a falta de produtividade da plantation, fordista, as fazendas ou estâncias com suas grandes extensões de terra fossem substituídas no seu fordismo extensivo, onde se tem mais máquinas e poucos operários na produção , repito, fossem substituídas pelo sistema toyotista ou just and time integrado onde uma multinacional reprocessadora industrial compraria toda a produção de assentados, que por serem novos proprietários, sem o custo trabalhista de ter sua carteira assinada, forneceriam produção cativa de frangos, porcos, peixes, leite, frutas e verduras, para estas industrias transformadoras, revertendo e convertendo o cinto de pobreza e insegurança que criava o exôdo rural do campo para a cidade, invertendo assim, este caminho e restabelecendo, através da implantação da política de Robert Mundel, prêmio Nobel de Economia, nos anos 90, o seu sistema de simetria monetária, através da dolarização do real de Fernando Henrique Cardoso e de Menem, na Argentina e Brasil, condições de acoplamento da periferia com o Centro otimizando-se assim a periferia. Falhado o plano do Dólar de implantação de uma placa tectônica em dólar, moeda que domina 70% da circulação e da liquidação dos débitos internacionais, o agronegócio brasileiro ganhou uma trégua e vantagens comparativas, pois deixando de ser subsidiado pelos governos militares e deixando de ser acossado pelas invasões de sem terras cujos lideres petistas e comunistas constataram que estavam financiando favelas rurais ao invés de implantarem uma grande planta de sistema just and time ou integral de produção agrária pois falhada a dolarização e abortada assim a acoplagem monetária e rentista que propiciaria que estas plantas fornecessem ao primeiro mundo a exportação de produtos já mais agregados e com baixo custo, fazendo assim, por esta quebra ou falha do sistema de Robert Mundell, de uma grande placa monetária do dólar que a simetria monetária sucumbisse e as assimetrias continuassem desconectadas sendo que , mesmo assim, o Brasil participando do Grupo de Cairns, sem subsídios agrícolas dos governos militares, e já não acossado por invasões, conseguisse um grande boon agrícola superando os Estados Unidos da América e a Europa, ambos os territórios subsidiados por ajuda governamental e que não se enquadram nas exigências da rodada de Doha da OMC. Assim é, que paradoxalmente, embora os governos de FHC tentassem a recorversão da planta agrária através da simbiose capitalista\comunista do granchismo que substituiria as Plantations em regime fordista ou taylorista (pouca mão de obra e altamente mecanizadas de lavouras em grande extensão) pela planta toyotista ou just and time do agro negócio INTEGRADO a lavoura de pequenas famílias e proprietários, fornecedores de trabalho sem carteira assinada porque proprietários, a grandes plantas industriais tipo Sadia, Perdigão, etc…Falhada esta tentativa de implementação ela é substituída no governo Lula pela implementação de vinculação dos assentamentos antigos, já sem possibilidade de utilização pela indústria integrada, pois falhado o acoplamento monetário da dolarização do plano real, e falhada assim a artimanha criada por Robert Mudell de ligar a simetria e concatenar com ela as assimetrias, isto é dizer simetria monetária concatenando as diferentes assimetrias produtivas de todas as regiões ao capitalismo mundial, falhada esta tentativa, através da inversão do Estatuto da Terra que foi criado pelos militares para colonizar o interior e o eixo das estradas integrando o território nacional, transformada esta legislação em artificio de proselitismo político pela esquerda que vive dos votos dos pobres que foram direcionados para as invasões com a certeza que seriam acoplados ao capitalismo através da implantação do sistema INTEGRADO ou just and time do Toyotismo. Nada disto foi obtido e paradoxalmente a Plantation desonerada do financiamento a longo prazo e adaptando-se assim aos reticulados de Doha e da OMC, seja desoneração de subsídios governamentais, pela junção de um clima e abundancia de terras incorporadas do serrado no centro oeste e sudeste, com uma expansão jamais vista, o agronegócio passou a financiar e apoiar o crescimento do PIB nacional impedindo a debacle total frente a crise e a debacle do movimento capitalista no exterior colapsado. Assim é que o surgimento da China, antiga periferia transformada agora em Centro condicionante, tendo recebido tecnologia e aporte de capitais sem limite aliados a uma força de trabalho de um continente de operários que ultrapassam 940 milhões de pessoas, mais que a população dos Estados Unidos aliados ao Brasil, começaram a buscar as comodities agrárias das plantations já adaptadas com os reticulados de Doha e da OMC e assistidas, da mesma forma, pela tecnologia de empresas multinacionais como a Monsanto e outras que criaram uma simbiose entre sementes hibridas e patenteadas, sujeitas ao pagamento de royalts, adaptadas e suplementadas por agrotóxicos que destruíam as outras concorrentes e ervas que fizessem sombra a sua vicejação. Assim é que se temos o início do apogeu do agronegócio e da plantation, tipo taylorista e fordista, nas Américas Latinas, temos também um grave processo de desindustrialização e de crise e desemprego nas cidades onde se aumenta a área de insegurança e violência urbana aumentada pelo exôdo rural e a queda da desindustrialização e disseminação do desemprego por todos os lugares alastrando-se para criar uma ampla zona de economia informal que passa a entrar em simbiose com o informal crime organizado do descaminho de direito e do contrabando, tanto de mercadorias importadas da China e da Ásia, como também de tóxicos e drogas oriundas da Bolivia, Paraguai, Perú e Colombia, transformando a periferia das malocas, favelas e arrabaldes brasileiros e latinos em zonas de guerra loteadas por quadrilhas altamente organizadas com exércitos e armamento que fazem sombra a soberania dos estados nacionais, que financiam o carnaval, financiam o jogo do bicho e outros jogos, dominando a periferia urbana e adentrando o financiamento de políticos granjeando cada vez mais poder sociológico, através da musica e costumes, como também pelo domínio a maneira dos velhos gangsters americanos vendendo segurança e elegendo políticos e subvertendo a ordem com a corrupção disseminada da polícia e do judiciário, pequenos burgueses ameaçados pelo poder de fogo que são cooptados ante o medo que derrama-se por sobre suas famílias e filhos e o dinheiro ilimitado de bilhões de dólares que irrigam o crime organizado dominando os negócios regularizados transformando-os gradativamente em lavanderias para lavar o dinheiro mal obtido. Assim é que estes liberais que aí estão, com sua miopia, não enxergam , a concorrência predadora da China comunista que desindustrializa o país nos mantendo num sistema de crise e desemprego sepultados pela violência oriunda da implosão da economia capitalista avançada em nosso território que mantem-se a troco de nossas altas vantagens comparativas oriundas só do grande agronegócio com sua planta taylorista ou fordista, das grandes fazendas ou estâncias, que tem sustentado agora, com suas vantagens comparativas nosso pib através do comércio monopolista da China, que nos compra a maior parte da produção agrícola destruindo toda a indústria e o emprego nas cidades…Esta é a anatomia e o raio x de nossa crise e submissão!!!! Escrevi num folego só…com o artigo na cabeça…e devo tem cometido crimes contra o português e a língua mas deixo meu testemunho de visão para ajudar o meu povo e o meu Brasil….A Lei Kandir é uma lei iníqua pois retira impostos que fazem a divida e o sofrimento do povo gaúcho..pois isenta de impostos os insumos para exportação para a Europa e China…impostos estes que colocam professores, policiais e funcionários, pela sua ausência, de joelhos sendo seus salários não pagos e seus direitos flexibilizados por estes capachos liberais que aproveitando=se da venalidade, corrupção e viralatismo dos comunistas imundos que assaltaram o povo destroem, aproveitando-se da ocasião, os direitos dos trabalhadores para dar aos chineses empregos e melhores condições de vida à custa de nosso sofrimento. O Presidente Bolsonaro, que disse não conhecer economia confessadamente, coloca num liberal, Guedes, reedição do infame e traidor Fernando Henrique Cardoso , a esperança de redenção do Brasil, indo diretamente para o fracasso pois a China, não nos redime mas nos torna mais escravos e importamos , através dela , a inflação distorcida do dólar americano expandido, como também a equação de MAIS EMPREGOS LÁ E MENOS EMPREGOS AQUI….TENHO DITO…..SOU BOLSONARO MAS ANTI GUEDES…..ORA VEJAM SÓ….NÃO TENHO FUTURO!!!!

MANIFESTO À NAÇÃO!!!

20180807_173922

MANIFESTAÇÃO À NAÇÃO!!!!

BOLSONARO É REFÉM DO CONGRESSO E ESTÁ COMO À RAINHA ELIZABETH, REINA MAS NÃO GOVERNA POIS QUEM QUER DAR ÀS CARTAS É O CARDEAL ” NHONHO” . O SISTEMA DE MÁFIAS E GANGSTERS DA PARTIDOCRACIA CORRUPTA E CLEPTOCRÁTICA COME PELAS BEIRAS COMO QUEM COME MINGAU QUENTE E TININDO! SARNEY O CONDE DETESTÁVEL DO SISTEMA PREVIU O IMBRÓGLIO LOGO EXORCIZADO PELA SUA CONDIÇÃO IMORAL FRENTE A IRADA PATULÉIA NO SEU JUSTIFICÁVEL ” PUBLIC OUT CRY”! COMO VAMOS SAIR DESTA SINUCA DE BICO HERDADA DO SISTEMA CONSTITUCIONAL DE 1946 AGRAVADO COM O APERFEIÇOAMENTO, TANTO PARA O MAL COMO PARA O BEM, QUE CRIOU A ” PARLAMENTARIZACAO” DO SISTEMA PRESIDENCIAL, COMO DEFENDEU O PROFESSOR SÉRGIO BORJA NA SUA PROVA DE CÁTEDRA JURÍDICA PERANTE A UFRGS, CHAMADO DEPOIS DE PRESIDENCIALISMO DE COALIZÃO ONDE O PODER REAL NÃO ESTÁ NO EXECUTIVO MAS NO PODER LEGISLATIVO!!! O QUE PENSA O GENERAL HAMILTON MOURÃO E SEUS COLEGAS DE FARDA CONTRA QUEM, NO PASSADO, A PARTIDOCRACIA CONSTRUIU DUAS BARRAGENS, SEJA, À CONSTITUIÇÃO DE 1946 E DEPOIS A CONSTITUIÇÃO DE 1988 QUE APERFEIÇOOU O DOMÍNIO DO LEGISLATIVO SOBRE O EXECUTIVO SENDO QUE ÀQUELE HOMOLOGA SEMPRE OU NÃO ESTE ÚLTIMO E SE ESTE NÃO TÊM MAIORIA SE CUIDE POIS POR QUALQUER PRETEXTO REAL OU À SER CONSTRUÍDO PODE SER IMPICHADO NA HORA!! O FUTURO À DEUS PERTENCE E QUEM VIVER VERÁ..SERÁ QUE AS BARRAGENS CONSTITUCIONAIS CONSTRUÍDAS PELA PARTIDOCRACIA INSTAURADA EX MOTU PRÓPRIO E EM BENEFÍCIO PRÓPRIO PELA PARTIDOCRACIA, QUE ALIJOU O POVO SOBERANO NÃO FAZENDO UMA CONSTITUINTE EXCLUSIVA, SOBREVIVERÁ À EROSÃO QUE SE ACUMULA NOS DETRITOS DE 30 ANOS DE DESPRESTÍGIO PERANTE O POVO JÁ SOTERRADO PELA KISS, POR MARIANA E BRUMADINHO, POR UM SUPREMO INDICADO POR GANSGSTERS E QUE OS LIVRA TODOS SOLTOS E CUJOS DESFALQUES, ROUBOS E DESVIOS ULTRAPASSAM À CASA DOS TRILHÕES DEIXANDO A CONTA PARA O POVO E OS TRABALHADORES DO PAÍS???!!! SERÁ QUE OS GENERAIS DO POVO VÃO TER DE SOFREAR E AGUENTAR SEUS IMPETOS, COMO O EXÉRCITO TRAIDOR QUE MATA O POVO NA RUA E APOIA MADURO??? TENHO CERTEZA QUE NÃO POIS NOSSO EXERCITO FOI ANTI A OLIGARQUIA MONARQUISTA E TAMBÉM COM O TENENTISMO APOIOU VARGAS NA MAIOR REVOLUÇÃO DO ESTADO E DA SOCIEDADE NACIONAL QUE CRIOU A HARMONIA DO CAPITAL COM O TRABALHO COM GETULIO VARGAS, NA REVOLUÇÃO DE OUTUBRO, QUE COM OS TENENTES JUAREZ TÁVORA, CORDEIRO DE FARIAS, O GENERAL GÓIS MONTEIRO, DERAM SUPORTE AO MAIOR BLOCO CONSTITUCIONAL BRASILEIRO QUE ENGLOBA AS CONSTITUIÇÕES DE 1934, 1937, 1946, 1967, 1969 E 1988!!! O BLOCO SOCIAL DEMOCRATA SOB A TUTELA E A CONJUNÇÃO COM O POVO ARMADO E FARDADO COM AS CORES DA BANDEIRA NACIONAL VERDADEIRA SEIVA PATRIÓTICA DE NOSSO POVO! QUOSQUE TANDEM CATILINA ABUTERE PATIENTIA NOSTRA ! CONTRA À CORJA SÉRGIO BORJA !!!

A ORIGEM DA CORRUPÇÃO DAS INSTITUIÇÕES É EM GRANDE PARTE FRUTO DA NECESSIDADE DE SOBREVIVÊNCIA POLÍTICA DOS ATUAIS REPRESENTANTES QUE NECESSITAM SEMPRE SE REELEGER PARA MANTER SUAS PROFISSÕES LUCRATIVAS E VENCIDOS POR ESTAS NECESSIDADES EGOÍSTAS E PRÓPRIAS CONTINUAM E PERSEVERAM NA POLITICA DE TROCA TROCA DE VANTAGENS DESPREZANDO O ALTRUISMO E A GENEROSIDADE DE UM PROJETO DO EXECUTIVO E DA PRÓPRIA SOCIEDADE CIVIL PARA QUE SE REVERTA A CRISE ECONOMICA SANEANDO AS CONTAS DO GOVERNO AO MESMO TEMPO QUE AS CONTRIBUIÇÕES EXIGIDAS DA CIDADANIA E O SEU TEMPO DE OBTENÇÃO DO DIREITO DE APOSENTADORIA FORNEÇAM UM LASTRO DENSO E REAL AO CÁLCULO MATEMÁTICO ATUARIAL QUE FUNDAMENTA UM REGIME DE PREVIDÊNCIA SOCIAL SÉRIO!!! COM UMA REAL REFORMA POLITICA QUE INSTITUISSE A REAL DEMOCRACIA NOS PARTIDOS QUE HOJE POSSUEM DONOS, CHEFES, CAUDILHOS E CACIQUES E QUE, DA MESMA FORMA EXTINGUISSE O CONTINUÍSMO DAS REELEIÇÕES QUE LEVAM À PROFISSIONALIZAÇÃO DE UMA CASTA QUE COLOCA EM ATENÇÃO MAIS A SUA SOBREVIVÊNCIA PESSOAL QUE OS INTERESSES DO POVO OU DA NAÇÃO, EVITARIAMOS ASSIM O LOTEAMENTO DO ESTADO E A FALTA DE OBJETIVAÇÃO DOS INTERESSES DOS ELEITORES E DAS COMUNIDADES QUE SÃO SUB REPRESENTADOS PELA POSTERGAÇÃO DE SUAS NECESSIDADES SUPRIMIDAS E SUBSTITUÍDAS POR ESTA NECESSIDADE FÍSICA E FAMILIAR DE SOBREVIVÊNCIA DO PRÓPRIO POLITICO! BOLSONARO TERÁ DE TER UMA MOEDA DE TROCA PARA ESTE CONGRESSO CUJO DNA É ESSE POIS QUE DECORRE VISCERALMENTE DE SUA NECESSIDADE, SEJA, SIMPLESMENTE SE REELEGER! TEM UM PESSOAL NA REDE QUE SIMPLIFICA ESTE ITEM POIS COMO O CONGRESSO E SEUS LÍDERES NÃO GOZAM DE NENHUM PRESTÍGIO PÚBLICO PERANTE A POPULAÇÃO ACHAM E CONSIDERAM QUE COM UMA COMPANHIA OU BATALHÃO, UM CABO E UM SARGENTO DÁ PARA FECHAR O CONGRESSO E DITAR A REFORMA NA MARRA! TEM GENTE QUE ACHA ISTO NÃO TENDO NENHUM MELINDRE EM EXTERNAR ESTE SENTIR EM PROL DE UMA DITADURA MILITAR QUE EXTINGUISSE OU SUPRIMISSE O TROCA TROCA JÁ QUE NÃO O FAZEM POR IMPERATIVO ÉTICO DE ALTRUÍSMO POIS OS MILITARES JÁ ESTÃO EM MASSA NO GOVERNO E, O EGOÍSMO DOS POLITICOS OS FAZ MÍOPES SUPRIMINDO DE SUAS VISÕES TOLDADAS E ATOLADAS EM SEUS PRÓPRIOS INTERESSES UMA POSSÍVEL RECIDIVA DA CASERNA!!! QUOSQUE TANDEM CATILINA ABUTERE PATIENTIA NOSTRA ! E ASSIM VAMOS COM OS NOVOS VENTOS SOPRANDO PELO MUNDO…A FALTA DE REFORMA POLITICA, ELEITORAL E PARTIDARIA LEVA À ESTE ÚNICO CAMINHO ONDE A ESTRADA SE BIFURCA: OU O PRESIDENTE ELEITO “NEGOCIA” COM OS PARLAMENTARES COMO TODOS OS PRESIDENTES ANTERIORES FORAM OBRIGADOS À FAZER NO PRESIDENCIALISMO DE COALIZÃO QUE É, NA REAL, UMA DITADURA CIVIL DAS MÁFIAS E GANGSTERS DO CONGRESSO, INTRICHEIRADOS EM SEUS INTERESSES IMEDIATISTAS QUE OBRIGAM O EXECUTIVO COM PROJETOS A SENTAREM NA MESA DO TOMA LÁ DÁ CÁ PARA VIABILIZAREM SEUS GOVERNOS SOB PENA DE IMPEACHMENT, DESESTABILIZAÇÃO E CRISE!!!! OU, NA SEGUNDA OPÇÃO DO DILEMA SE ENVEREDA PELA SOLUÇÃO MILITAR! NA REDE SOCIAL NÃO SÃO POUCAS AS PESSOAS MATEMÁTICAS QUE ATALHAM À RAZÃO DAS NECESSIDADES INSTITUCIONAIS SUPRIMINDO PELA FORÇA OS OBSTÁCULOS E ÓBICES DEMONSTRANDO QUE A DISTÂNCIA MENOR ENTRE DOIS PONTOS, NÃO É A DISCUSSÃO E O DEBATE, MAS A LINHA RETA QUE ATALHA E TORNA TUDO MAIS FÁCIL EMBORA MENOS DEMOCRÁTICO!!! O FUTURO À DEUS PERTENCE….