INTERVENÇÃO FEDERAL NO RIO DE JANEIRO: O CRIME CONTRA O CRIME OU METÁSTASE CONTRA METÁSTASE!!!

INTERVENÇÃO FEDERAL NO RIO DE JANEIRO: O CRIME CONTRA O CRIME OU METÁSTASE CONTRA METÁSTASE!!

         As versões do imaginário popular e jurídico, embora os adeptos da versão unitária da verdade às contestem pelas suas impropriedades ontológicas, apesar do apego da lógica e da razão serem caudatárias da versão unitária da verdade, são muitas!! Assim é que mesmo que tenhamos brasileiros apegados à razão e ao seu consectário inexorável, à ciência, que repetem que “não temos corruptos de estimação sendo que dentro desta premissa básica todos os suspeitos, indigitados e denunciados devem passar pela depuração do contraditório para se verificar da higidez de suas inerentes presunções de inocência!!! Mesmo assim, apesar destes seres racionais e com maiores índices de QI, cultura, isenção e ausência de sectarismo distorcido ou míope, constatamos que faixas numéricas de milhares mantém, apesar das evidências contrárias, seus apegos e suas crenças na higidez, já não digo de suas convicções filosóficas ou políticas, por que isto estaria em contradição com razão e cientificidade, mas estaria contra suas fés na higidez de suas incontestáveis lideranças sendo que estas mesmo condenadas em primeira e segunda instância, para elas, crentes que beiram ao fanatismo religioso, seus caudilhos são ungidos como Antônio Conselheiro, aquele dos sertões do Vaza Barris o era e como também Antônio Maria, na questão do Contestado, também o era!!! Assim sociologicamente faixas largas de seres humanos são conduzidas, não pela razão ou pela ciência, mas pela crença no que beira à religião depurada de toda a lógica e resquício de razão ancorando-se suas vontades fanáticas só na fé cega e sem apelação a lógica e aos silogismos da razão!!! Vivemos hoje, no século vinte e um, ainda aqui no nosso Brasil, esta fragmentação do pensamento humano que leva aos processos de sedições religiosas, fanatismo, banditismo e que, no âmbito público se transveste em fanatismo político. Esta situação alia-se a um processo de fracionamento do Estado e da Sociedade Civil numa dualidade que se alarga e se aparta, suas partes, uma da outra. De um lado o mundo do formal, do jurídico, do legalizado, do contribuinte, que estabelece uma correlação e um ajustamento perfeito com o Estado Nacional, sendo assim atividades legalizadas, cidadãs e contribuintes e, do outro lado, o chamado mundo informal que se caracteriza desde as faixas alijadas da formalidade pela sua falta de contribuição na forma de impostos e taxas, embora sejam atividades honestas e probas, mas que pelo alto custo advindo da extensa regulação e dos fortes impostos mantém-se na irregularidade como consequência dos custos que inviabilizariam sua existência, convivendo com outro tipo de atividade manifestamente ilícita que, ancorada no jogo e no lúdico, no contrabando e no descaminho de direito, faz do tráfico de drogas e armas sua alma mater de sobrevivência absorvendo a mão de obra ociosa daqueles que alijados do formal e da sociedade dita lícita, por incompetência e falha desta no treinamento de educação e valores para absorver a demanda de nascimentos sem estudo e órfãos de valores, capta toda esta massa humana como um verdadeiro exército ou séquito de lacaios escravos, as vezes dizimados e assassinados, pois ali, onde o informal vige na forma de crime, o incumprimento dos contratos é cobrado pelo assassínio seguido de esquartejamento, degola, assassínio coletivo, a ponta de faca ou metraca eficiente e letal!!! Vivemos uma sociedade cindida em sua base produtiva dividindo-se nossa economia nestes dois mundos, o formal e o informal. Na área formal, a atividade do Estado não se despegou ou desconectou de sua origem feudal baseada no servilismo, no clientelismo e no compadrio dos compadres e afilhados. Vivemos o regime “do quem indica”; do “quero o meu” onde através de um rito eleitoral dito racional e de estado democrático civilizado de direito “depuramos” as distorções do que pode se obter de um sistema tão hediondo instituindo, por eleições, uma legitima casta de potentados, a Partidocracia, que pelo continuísmo e através do sistema de reeleições, contraditoriamente ao conceito de república que busca a renovação e a impessoalidade, incide exatamente neste pecado capital contra a república e seu conceito, mantendo-se como profissão e criando uma legítima casta de notáveis com sangue nobre e azul, cujos descendentes, simplesmente pela notoriedade dos nomes de suas castas, em vários municípios, estados e união, como fidalgos de sangue azul se reelegem e, hoje, como provado em inúmeros processos, através da corrupção deslavada cooptam à Sociedade Civil e suas células produtivas, às empresas, associando-as ao Estado Nacional e aos seus ideais próprios de continuidade, desfigurando as instituições estatais criadas para, como órgão de representação do Povo Soberano, fazerem sua vontade, à do Povo, prevalecer sobre os governos onde seriam, em face da teoria, meros representantes e delegados transitórios!!! Ironia das ironias pois a cidadania apavorada constatou que foi esbulhada de seus órgãos maiores de representação que transformaram-se em aparelhos viciados de representação, não do Povo Soberano, mas de seus donos, a casta da Partidocracia, como fazem prova os processos da Lava Jato, Cui Bono e tantos outros que estouram escandalizando este mesmo Povo adormecido por anos de Ingenuidade adubada pela malícia e blandície dos políticos!!! Sim, ficamos assim: O crime contra o crime ou a metástase contra a metástase!!! De um lado representantes do FORMAL, todos eles devidamente processados e acusados pelo Ministério Público Federal, seja, o Procurador Geral da República, que por duas vezes, impetrou com denúncias que levaram ao processo de impeachment bloqueado politicamente pelo Congresso Nacional, onde percentuais extensos de parlamentares, da mesma forma, acusados pelo MP e devidamente processados, mantém suas acusações congeladas através de um processo político que bloqueia a efetivação do jurídico!!!! Nós que somos amantes da razão e da ciência e que tivemos alguns segmentos de políticos, os da oposição ou minoria, processados e até condenados, restamos, no entanto, reféns daqueles, que escudados em maiorias formais, blindados por imunidades formais e materiais, sendo assim mais iguais entre os iguais, sobrevivem à Justiça e aos processos racionais da civilização e pelo método político, das eleições, retificam-se perante o sistema através do mecanismo político, redimindo-se assim, pelo menos temporariamente, de, como réus, passarem a ocupar a condição de condenados como corruptos ou bandidos de última categoria que pervertem até a sistemática constitucional e republicana em seu núcleo duro de valores. Desta forma, são, o Presidente da República, o Presidente do Senado e o Presidente da Câmara, todos acusados, mantidos no FORMAL como “formalmente” autoridades embora pesem sobre todos, e muitos dos que os sustentam no Congresso, a espada de Dámocles de denúncias nutridas em provas contundentes de malas pretas recheadas de dinheiro cuja contundência solar queima a vista, à razão e todas as evidências!!! Assim é que o imaginário popular, através de alegorias, charges e músicas carnavalescas, no desfile de carnaval, através da Escola Tuiuti e outras, fez com que os acusados, entre eles o Exmo senhor Presidente Temer, desfilasse travestido de Vampiro ou Drácula das instituições nacionais mostrando assim publicamente, que apesar dos ritos de retificação da distorção política, essencialmente o Povo e àqueles que não tem ou possuem larápios ou bandidos de estimação mantenham fortes suas suspeitas contra os indigitados em processos reais. Do lado INFORMAL bandidos procurados, condenados, do chamado crime organizado, não o que perverte e corrompe o Formal e suas instituições, mas do crime organizado e desorganizado que perverte a Sociedade Civil vendendo e comercializando drogas pesadas, como maconha, cocaína, heroína e todos os seus derivativos terríveis que dilaceram a saúde de seus usuários e da Sociedade Civil e que, com seus exércitos e seus contratos de sangue, para obterem sua hegemonia perante grupos ilícitos concorrentes entram em guerra que transborda de seus bairros pobres onde arregimentam seus lacaios e escravos, que pagam com suas vidas o incumprimento de seus contratos de tráfico e comercio excuso, repito, numa guerra de hegemonia comercial sobre territórios, passam a interferir na circulação e na higidez das pessoas que pertencem ao mundo Formal, tolhendo vias principais de acesso e levando suas guerras de facções a atingirem o funcionamento da atividade Formal truncando-a na sua circulação e na manutenção de sua soberania e pretenso monopólio de uso de força jurídica soberana sobre os territórios que passam a ser disputados entre o Formal que implode e o Informal que cresce cada vez mais pela falência econômica da regulação e dos impostos escorchantes do Formal que assim, alimenta o crescimento do Informal pela manutenção de sua expansão natalícia órfã de trabalho, de cultura, de empregos, alimentação, saúde, etc, criando um exército de jovens cooptados pela marginalidade e que vão ser os soldados cada vez em número maior desta Sociedade Informal em plena expansão, substituindo o antigo fanatismo religioso e a ignorância marginalizada e paupérrima, pela ignorância armada de forma sofisticada com grosso calibre e armas muito mais sofisticadas do que as fornecidas pelo FORMAL para uso de suas agências de segurança, tanto a interna, policiais, como a externa, forças armadas. Temos assim, duas METÁSTASES, uma no Formal, instituída em dirigentes blindados, devidamente acusados como réus, mas blindados, que como QUADRILHA ataca a outra QUADRILHA, a do mundo Informal que não possui os elementos formais de reciclagem desta, que através de suas blindagens materiais e formais, redime-se das acusações de delinquência! Nos tempos anteriores este crime organizado informal, através do peso de agenciamento de suas populações, que são também eleitores mantidos reféns em seus currais, ou pelo servilismo ou pelo medo, através do domínio do jogo ilícito ou do tráfico financiavam inclusive o carnaval, escolas de samba e elegiam inclusive políticos, fazendo assim, a longo prazo, sua ingerência no mundo formal através da corrupção eleitoral pois recheavam os caixas 1, 2 e 3 do financiamento das campanhas, conseguindo através dos caudilhos populistas que invadiram o Rio de Janeiro, tréguas longas, que possibilitaram suas expansões comerciais e militares informais que levaram o Rio a situação que ora se encontra. Hoje, a aliança informal que havia entre o mundo FORMAL E O INFORMAL no Rio de Janeiro, por desequilíbrio dos concorrentes ilícitos que não arbitram suas concorrências mútuas e pretendem uma hegemonia territorial ou, em face da instabilidade próprias de seus domínios, que não conhecem a propriedade cartorial mas a forma de propriedade mantida pela boca da metraca e do fuzil e assim do poder letal das armas e suas quadrilhas, que desiquilibradas, levam sua guerra pelo domínio à invadir as zonas de circulação e convivência do FORMAL!!! Isto faz com que o FORMAL, superado o uso de forças internas policiais, vencidas, tenha de vir a utilizar forças de uso externo para manutenção da soberania, em desvio de função originária!!! No entanto o mundo FORMAL é tão ladino e maquiavélico, através de sua casta dirigente, esta METÁSTASE acusada mas blindada, que constatando o crescimento da TEORIA INTERVENCIONISTA MILITAR que teria o escopo de purificar e livrar da corrupção, por atalhos de autoritarismo consciente e retificador, atalhando os processos demorados em que bandidos se escudam protelando através do tempo, da chicana jurídica, com sua blandície o império da prescrição punitiva e da leniência suspeita de alguns juízes indicados por este mesmo sistema, repito, vendo que o prestígio da instituição das FORÇAS ARMADAS NACIONAIS e um dos candidatos que exibe sua antiga farda como apanágio de sua correção, consolidando assim prestígio à uma posição que faz frente ao que há de corrupto, calamitoso, anárquico, imoral, e notadamente comunista, vendo o crescimento do prestígio desta posição que pode sepultar, com uma limpeza geral, seu ideal de continuidade e permanência à frente do poder é de supor, que como um antigo rei Davi que com concupiscência desejava Betsabá, mulher do oficial Urias e, sedento de amor pecaminoso, mandou seu oficial para a morte bem à frente das hordas de combate amonitas onde estatisticamente era impossível este seu empecilho ao pecado sobreviver!!! Urias morreu como supõem em sua blandície e maquiavelismo DA METÁSTASE FORMAL OU DOS SEUS LÍDERES também, através de um jogo de xadrez, meter o EXÉRCITO NACIONAL DE IMAGEM IMPOLUTA numa aventura em que só há lucros tanto para a partidocracia ESTADUAL, cujo líder PEZÃO também é réu e suspeito, como para a partidocracia FEDERAL que enterraria o prestígio das FORÇAS ARMADAS NACIONAIS NAS COVAS DOS MORROS assassinando, por impropriedade de função letal, muitos cidadãos e crianças honestas e probas, mantidas estas famílias humildes como reféns territoriais da METÁSTASE INFORMAL!!!! Pior é de supor ainda, através do maquiavelismo destes criminosos, TANTO A METÁSTASE FORMAL COMO A METÁSTASE INFORMAL, que o transbordamento do exército informal perturbando o paz no Rio, exatamente no Carnaval, tenha sido um acordo entre BANDIDOS, TANTO FORMAIS COMO INFORMAIS, para colocar as forças armadas neste beco sem saída e assim dinamitar seu prestígio internacional e nacional frente à cidadania, cooptando-o gradativamente, pela prática involuntária de crimes contra à cidadania indefesa, propaganda contra INTERNACIONAL E NACIONAL colocando a FORÇA PÚBLICA NA CADEIRA DE RÉUS POR CRIMES HEDIONDOS mas á mando da PARTIDOCRACIA, que ilesa, tentaria cooptar à Força para seus desígnios próprios e NÃO COMO FIEL FORÇA DE DEFESA DO POVO SOBERANO DE QUEM É O EXÉRCITO ARMADO DO POVO!!!! É de observar que em passado recente o general GALTIERI, da extrema direita argentina e dos regimes que causaram o terror das mães de maio, invadiu ás ilhas Malvinas, pretextando à salva da nacionalidade mas na realidade com a finalidade de redimir o regime militarista que estertorava em seu fim!! O mecanismo de Galtieri foi tão conversor de vetores ideológicos, que através do nacionalismo anti imperialista, a estrema direita militar argentina ganhou o apoio da extrema esquerda militar que da mesma forma era ditadura em Cuba!!! Os cubanos forneceram as ogivas dos foguetes Exocet que afundaram as canhoneiras inglesas!!! Velhos como eu lembram-se que o Brasil aprisionou vários Tupolevs cubanos que, carregados de ogivas de Exocet, para a Argentina, foram aprisionados pela FAB, Força Aérea Brasileira, que com seus caças apreendeu os bombardeiros que sobrevoavam o território nacional sem terem pedido permissão para tal estando transportando material de guerra!!! Assim é que Galtieri, com seu maquiavelismo, por um processo de conversão e depuração galvanizou o nacionalismo argentino em apoiamento ao regime  militar e, ao mesmo tempo, paradoxalmente, teve o apoio, como extrema direita sempre combatida, na época por tupamaros e montoneros, e até hoje pela extrema esquerda, como regime hediondo e que tem a pretensão de julgar em tribunais de exceção, repito, Galtieri, por um passe de mágica, galvanizando o patriotismo e o latino-americanismo anti anglo saxão, pelo menos pelo tempo da guerra, galvanizou em pról de seu poder e de seu regime, redimindo-se assim de todas as acusações momentâneas, embora mais tarde fosse responder pelas mesmas. No entanto às forças armadas argentinas pagaram caro à aventura de Galtieri pois a marinha de guerra argentina e suas forças armadas tiveram com o afundamento do cruzador General Belgrano ocorrido a 2 de maio de 1982, em consequência do ataque do submarino nuclear britânico HMS Conqueror, durante o conflito conhecido como a Guerra das Malvinas (Guerra das Falklands, para os anglófonos) a morte de 323 soldados e oficiais heróis da pátria jamais esquecidos quedando-se, esta guerra e a flagrante derrota argentina, para sempre como uma tarja negra de luto na farda e na história das forças armadas argentinas!!!  Aqui no Rio Grande do Sul há um provérbio que diz que “em baile de cobras se há de entrar de botas com canos bem altos!!”  Este provérbio vale para às FORÇAS ARMADAS NACIONAIS que IMPOLUTAS, PURAS E LIMPAS, submetidas as injunções podem estar sendo introduzidas de forma sagaz e esperta, numa aventura que busca tisnar e arrancar o prestígio da tropa junto ao seu POVO SOBERANO sob pretexto de combater O CRIME E A METÁSTASE INFORMAL enquanto a METÁSTASE E O CRIME FORMAL, blindados em acusações que pendem sobre seus ombros, PROTELA SEU IMPÉRIO DE INJUSTIÇAS INDÉBITAS CONTRA O POVO SOBERANO QUE AMA SUA AERONÁUTICA, SEU EXÉRCITO E SUA MARINHA que na história pátria tem demonstrado, na defesa da soberania, em várias guerras, tanto a de Independência como também contra potências vizinhas que honestidade e honra são seu galhardão!!! Da mesma forma, as FORÇAS ARMADAS NACIONAIS, tanto no império como na república, em várias páginas históricas demonstraram sua ombridade na luta pelos valores da honestidade eleitoral, trabalhista e contra a corrupção, inclusive a ideológica que procurou implantar uma doutrina falida historicamente na nossa pátria, o COMUNISMO!!! Assim, como cidadão e contribuinte, simpatizante de NOSSA FORÇA SOBERANA DE PROTEÇÃO COMO POVO faço um apelo veemente aos chefes militares para que tenham em conta a blandície e maquiavelismo do meio em que trabalham e na realidade hoje, por injunções, estão como verdadeiros reféns, pois tudo insto pode ter sido induzido para assim o ser e como forma de cooptar a adesão de mais afoitos à METÁSTASE QUE ESTÁ NO PODER E BLINDADA DE SER JULGADA POR JUÍZES DE CARREIRA E ISENTOS!!!   FAÇO UM APELO VEEMENTE PARA QUE COM CIÊNCIA NESTES VALORES NÃO DESERDEM SEU POVO E SUAS FAMÍLIAS SENDO COOPTADOS NO COMBATE AOS BANDIDOS E CRIMINOSOS DO INFORMAL SENDO, NO ENTANTO, UTILIZADOS PELOS SUPOSTAMENTE BANDIDOS DO FORMAL, QUADRILHAS ESTAS RIDICULARIZADAS PELA CHARGE DAS MARCHINHAS DE CARNAVAL E PELO FIGURINO DE UMA DELAS, A TUIUTÍ…O POVO E SUAS FORÇAS ARMADAS NÃO DEVEM SOFRER GOLPES, NEM DA ESQUERDA, NEM DO CENTRO E MUITO MENOS DA DIREITA POIS SEU POVO E SUAS FORÇAS ARMADAS POSSUEM UM SÓ PARTIDO, O BRASIL!!!!   QUOSQUE TANDEM CATILINA ABUTERE PATIENTIA NOSTRA!!!   PROFESSOR SÉRGIO BORJA    CIDADÃO E CONTRIBUINTE    35 ANOS DE MAGISTÉRIO JURÍDICO NA UNISINOS, NA PUCRS E NA UFRGS LUTANDO PELOS IDEAIS DA DEMOCRACIA, DO ESTADO DEMOCRÁTICO DE DIREITO E DA REPÚBLICA ESSÊNCIA CONHECIDA PELO NOSSO INESQUECÍVEL BENJAMIM CONSTANT BOTELHO DE MAGALHÃES E PELO INESQUECÍVEL JUAREZ TÁVORA!!!!

A VOLTA DOS REGIMES MILITARES EM TODA A AMÉRICA LATINA NO SECULO XXI

A VOLTA DOS REGIMES MILITARES EM TODA AMÉRICA LATINA EM FACE DA DESESTABILIZAÇÃO PRODUZIDA PELA GUERRA DAS MOEDAS CONFORME PREVISÃO DO PROFESSOR SÉRGIO BORJA! SE OS ESTADOS UNIDOS DE AMÉRICA QUE É OS USA PRECISA DE UMA POLÍTICA NACIONALISTA ANTI MULTILATERALISMO INTERNACIONALISTA PARA REVERTER CRISE E DESEMPREGO IMAGINEM AS DEMOCRACIAS SOCIAIS E REPÚBLICAS DE BANANAS LATINAS O QUE NECESSITAM PARA NÃO DESINTEGRAR O SEU ÚLTIMO RESQUÍCIO DE ORDEM E NÃO RUMAREM DIRETO PARA A ANARQUIA DESINTEGRATIVA COMO O NORTE DA ÁFRICA??????
https://m.facebook.com/story.php?story_fbid=10155739615096329&id=519621328



CANDITATURA AVULSA PARA SENADOR DO PROF. SÉRGIO BORJA NO RIO GRANDE DO SUL

O Professor Sérgio Borja requereu hoje perante o Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Sul a DECLARAÇÃO CONSTITUTIVA de sua candidatura avulsa, sem partido, ao senado do Rio Grande do Sul. A ação DECLARATÓRIA com efeito constitutivo foi ajuizada hoje pela manhã perante o protocolo central do Tribunal sendo o processo autuado sob nº 1.153\2018  – 19\01\2018- 10:20 hs!!!! As razões e justificativas do professor Sérgio Borja estão expostas na petição que segue:

AO EGRÉGIO TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL DO RIO GRANDE DO SUL.

Referência: Ação Declaratória e Constitutiva de Candidatura Avulsa

Para o Pleito Eleitoral de 2018.

                   SÉRGIO AUGUSTO PEREIRA DE BORJA, brasileiro, casado, residente e domiciliado à rua Marquês do Pombal, nº 1589, CEP 90540-001, casa, em Porto Alegre, RS, advogado OAB nº 8629, RG Nº 3004967968, cidadão devidamente alistado nos termos constitucionais e legais conforme título eleitoral nº 398407704\85, emitido em 18\09\86, da 2ª Zona de Porto Alegre, secção nº 36, vem dizer e requerer o que segue:

I – Que além de ter sido professor de Ciência Política e Direito Constitucional por mais de 35 anos nas conceituadas Universidades e Faculdades de Direito da UNISINOS, PUCRS e UFRGS, teve uma experiência fecunda, empírica, na política pois ajudou a fundar dois partidos no Rio Grande do Sul, o PDT,  e o PSB; estando também, recentemente, filiado ao NOVO, para conhecê-lo e também, observando seu funcionamento, desfiliando-se e passando a andar à deriva, sem filiar-se, em contato com outros partidos nanicos e seus donos, constatando sempre uma realidade camaleônica na sua natureza, como siglas de recepção e reciclagem de agentes de siglas “queimadas” frente à opinião pública ou meras siglas de aluguel;

II – Que destas condições, a teórica do exercício e conhecimentos das instituições jurídicas relativas aos partidos, aliada a esta o exercício empírico de militante e fundador de partidos e candidato em vários pleitos na condição de vereador, deputado estadual, deputado federal e senador (pré-candidato) teve ocasião de granjear e adicionar à sua vivência o conhecimento prático e real da existência e do funcionamento dos partidos no Brasil;

III – Que pode afirmar, sem medo de errar, pela experiência própria e pela observação dos fatos e condenações massivas, de conhecimento notório da opinião pública, que os partidos, organizados nos termos constitucionais, para representar o POVO SOBERANO, na realidade, em muitos casos, representam a si próprios e seus interesses deixando o POVO órfão de representação, pois várias moedas de troca são notabilizadas como forma de permanência e conquista do poder com o aparelhamento do estado por verdadeiras quadrilhas de gangsters que saqueiam a administração direta e a indireta com seus sicários nomeados por indicação numa verdadeira república do “quem indica” e do “quero o meu” como vários processos e seus deslindes fazem prova notória;

IV – Que o peticionário através do exercício do magistério jurídico e conhecedor das essências do direito aliado este conhecimento ao empírico de militância partidária chegou a provecta idade de 68 anos onde a consciência frente ao transitório da vida e o império da morte faz com que a única verdade concebida sejam os valores do direito e não a mera simulação das formas que na realidade são o velório ou túmulos das ideias de tantos mártires que tombaram e deram sua própria vida para provar a existência do direito pois, como dizia Reinhart Koselleck citando Turgot “a lei se erige sobre o esqueleto invisível da moral!”; que neste sentido o Conselheiro Gaspar da Silveira Martins afirmava peremptoriamente: “Ideias não são metais que se fundem!”; que assim, o peticionário, como pensador e escritor produziu escritos que concluíam, através da observação e da vivência própria, que o sistema eleitoral, partidário e político brasileiro é um engodo pois os partidos, células vitais nos quais se embasa a democracia, são paradoxalmente contra seus desideratos maiores, aparelhos viciados e pior, são aparelhos privados que possuem donos, caciques, caudilhos, chefes e chefetes, que privatizam o dinheiro público dos Fundos Partidários para utilização só dos donos e seus apaniguados partidários sendo que os neófitos, que na ingenuidade , altruísmo e generosidade, que acorrem aos partidos para lutar por dias melhores, são todos quase sem exceção ludibriados, pois utilizam o seu dinamismo e sua energia para puxarem as candidaturas dos cavalos dos comissários já escolhidos previamente num jogo marcado; são assim os partidos, na conformação atual, com alguma possível rara exceção, tiranias, monarquias internas e verdadeiras oligarquias com seus séquitos de clientes, “cabos eleitorais profissionais”, funcionários partidários, detentores de cargos em comissão, indicados e clientes em geral, que abastardam no feudalismo mais venal e bastardo a realidade nacional impregnada do compadrio dos afilhados e padrinhos!!!!

V – Que estes mesmos partidos, o teor das sentença condenatórias da Lava Jato e outras operações, quando da vigência do sistema misto de financiamento, público e privado, além dos fundos públicos, através de seus sicários colocados previamente em posições chaves na República, achacavam a atividade privada numa associação terrível, nunca jamais vista na história do Brasil e do mundo ocidental, fazendo verdadeira a suposição teórica de John Kenneth Galbraith em sua obra O Novo Estado Industrial, quando identifica os “homens das malas pretas” comprando parlamentares e a vontade do Soberano, adulterando-a, através da instituição da Corrupção desenfreada provada no Mensalão, na Petrobrás, através de seus pixulecos e recentemente com malas depositadas num apartamento, sendo transportadas e colocadas, respectivamente, como infere-se da denúncia do MP, por assessores diretos e ex-ministro do atual Presidente da República;

VI – Que esta convicção filosófica e política o peticionário granjeou através da observação pessoal teórica e prática e que os escândalos notórios que atroam perante a opinião publica atualmente não o deixam a deriva de falta de argumentações e justificativas suficientes para provar , de forma solar, o que afirma;

VII– Que esta convicção filosófica e política do peticionário é notória através de sua atividade na grafia de artigos, livros, conferências, participação em programas de rádio, na Band, e na televisão no programa Bibo Nunes Show além de estar devidamente grafada no livro O PROJETO DEMOCRÁTICO, editado em 2002 e também no blog do peticionário, já com mais de 500.000 acessos, no endereço http://www.sergioborja.com.br  ;

VIII –  Que participando ativamente dos movimentos de rua, como cara pintada, desde o ano de 2013 e muito antes disto, o peticionário em atos e atitudes práticas gravadas na infoesfera, no Google e Youtube, em cima destas ideias pensa ser necessário para o país a instalação de uma ASSEMBLEIA CONSTITUINTE EXTRAORDINÁRIA EXCLUSIVA DO POVO CONSTITUINTE que não seja CONGRESSUAL E DOS PARTIDOS como foi a Constituinte de 1988 que negou a teoria Constitucional defendida pelo jurisconsulto Dr. Leônidas Xauxa, de saudosa memória, ex-colega do requerente na PUCRS que advogava esta alternativa que contrariada pelos PARTIDOS E PELA PARTIDOCRACIA VIGENTE blindou esta classe, de tal forma, que tornaram-se uma verdadeira CASTA de mais iguais entre iguais que atrás de suas imunidades formais e materiais cometem crimes e, de forma política, o controle judicial ou jurídico, que deve fazer a contenção da DEMOCRACIA E REPÚBLICA, não os atinge ou por ele não são tolhidos através de escudos MERAMENTE POLÍTICOS tramados por interesses escusos, confessados publicamente por um ex-ministro do Supremo Tribunal, também ex-ministro da Defesa e deputado constituinte, os enxertos criminosos feitos na Constituição, que construíram todo o aparato institucional que protela, por mecanismos de garantia de uma legítima CASTA, o exercício e o império da justiça que deveria se efetivar sobre estes réus acusados, nesta forma esdrúxula, os sempre mesmos MAIS IGUAIS ENTRE IGUAIS;

IX – Que a convicção da necessidade de uma CONSTITUINTE EXCLUSIVA com as consequentes REFORMAS POLÍTICA, PARTIDÁRIA E ELEITORAL, a contrário senso, está sendo contemporizada e adiada pela PARTIDOCRACIA DOMINANTE que, desconectada do POVO SOBERANO, faz com que Rousseau em sua afirmativa no Contrato Social estivesse tapado de razões quando afirmava: “O povo inglês pensa ser livre mas, lamentavelmente, só o é no momento único e solitário em que coloca e deposita seu voto na urna pois após, vive uma DITADURA à prazo certo!”;

X – Que para ser consequente com seus pensamentos e crenças filosóficas o peticionário tem de além de pensar e manifestar o que pensa, no que está no pleno gozo de sua liberdade de expressão e manifestação, repete, o peticionário necessita, além de pensar e manifestar seu pensamento, também poder CANDIDATAR-SE COMO REAL REPRESENTANTE DO POVO E DESTAS IDÉIAS que estão plasmadas na consciência coletiva manifestada através das ruas, das praças, e da rede social onde a liberdade sem ser truncada pelos interesses não foi distorcida jamais;

XI –  Que o artigo 14 da Constituição exige uma série de requisitos como condição de elegibilidade na conformidade com seu §3, sendo que a do inciso V, a filiação partidária, o peticionário não possui pois se desfiliou de partidos em razão de convicção filosófica e política, pois os partidos além de terem donos, caciques ou caudilhos, sendo tiranias ou monarquias oligárquicas, são agentes, na realidade atual brasileira, não de representação do POVO SOBERANO NEM DE REPRESENTAÇÃO DE PROGRAMAS OU IDÉIAS mas simplesmente agentes fisiológicos de interesses de manutenção do PODER PELO PODER de seus ocupantes que loteiam o ESTADO NACIONAL desfigurando-o como agência de manifestação e representação do POVO SOBERANO para transformá-lo em meras CAPITANIAS HEREDITÁRIAS onde o poder é todo loteado e fracionado pelo tal de PRESIDENCIALISMO DE COALIZÃO que rifa cargos num regime hediondo DO QUEM INDICA E DO QUERO O MEU, sendo assim, pelo conhecimento desta realidade hedionda e pela repelência a estes não valores que o peticionário, por não satisfazer requisitos constitucionais, vem ao PODER JUDICIÁRIO, pois crê como o moleiro de Sans Souci, na alegoria de François Andrieux, quando disse que “ainda há Juízes em Berlim”, contestando o absolutismo tirânico de Frederico II que queria desapropriar a terra do moleiro;

XII – Que em face do que rezam os incisos, respectivamente, VIII, do art. 5º da Constituição, que dispõe “que ninguém será privado de direitos por motivos de crença religiosa ou de convicção filosófica ou política…” e, em face ainda do imperativo do inciso XXXV, do mesmo artigo que reza por sua vez que “a lei não excluirá da apreciação do Poder Judiciário lesão ou ameaça a direito;” somado ainda à disposição da mesma Constituição que determina e veda, em seu art 15 a cassação de direitos políticos cuja perda e suspensão só se dará nos casos que enumera em seus incisos sendo que o peticionário cidadão probo não pode ser tipificado nem enquadrado nestes incisos, DE FORMA PREVENTIVA, cassando-se seus direitos ESSENCIAIS NO ESTADO DEMOCRÁTICO DE DIREITO ou obrigando a filiar-se num “partido”, que o mesmo renega por convicções filosóficas e políticas e, restando assim, sem este requisito sem a condição sine qua nom para o exercício do STATUS CIVITATIS, que coroa seus STATUS LIBERTATIS E FAMILIAE,  na plenitude, que se consolida e lhe atribui à  titularidade de cidadania, como eleitor devidamente alistado que exerce em plenitude o direito de voto, o direito de receber, da mesma forma, também este VOTO DE CONFIANÇA E EM CIMA DE SUAS IDÉIAS POLÍTICAS E FILOSOFICAS da cidadania, RECEBER O VOTO E consequentemente também REPRESENTAR ATRAVÉS DE MANDATO SEUS ASSEMELHADOS IGUAIS E LIVRES  CIDADÃOS DO POVO SOBERANO!!!!

XIII –  Que reforçando a argumentação embasada nos direitos fundamentais da Constituição de 1988 em epígrafe o PACTO DE SAN JOSÉ DA COSTA RICA da qual o Brasil é signatário, através do art. 5º, inciso LXXVIII, § 2º, em conjunto com o 3º, que reza que “os tratados e convenções internacionais sobre direitos …fundamentais…e humanos que forem aprovados…pelo Congresso …serão equivalentes as emendas constitucionais…”sendo que o art. 23, deste Tratado Internacional, em sua alínea “a” permite a representação DIRETAMENTE através de candidaturas avulsas, conforme vários juízes já decidiram e inclusive o MP requereu em decisões constantes do anuário CONJUR.

XIV – DO PEDIDO:

                                Que em face das premissas coligidas o requerente e em face da proximidade do pleito e seus prazos estipulados em lei vem pedir à Vossas Excelências que DECLAREM, na forma dos DIREITOS FUNDAMENTAIS DA CONSTITUIÇÃO acima enumerados e do PACTO SAN JOSÉ DA COSTA RICA em que o Brasil é signatário, em face da crise de valores que obnubilam a plena efetividade constitucional obliterando-a em simulações constantes que ofendem o núcleo duro dos verdadeiros valores, idéias, fundamentos filosóficos, escopos do legislador constituinte, que seja declarado através de SENTENÇA CONSTITUTIVA DE DIREITO que o PETICIONÁRIO CIDADÃO ORA REQUERENTE TENHA A PLENA CONDIÇÃO DE CANDIDATURA AO CARGO DE SENADOR, num primeiro momento como PRÉ-CANDIDATO, condição que advirá simplesmente da publicação da sentença declaratória, habilitando o requerente para  CONCORRER AO PLEITO DE 2018 DE FORMA AVULSA SEM PARTIDO, tornando-se sua PRÉ-CANDIDATURA, de forma liminar, e, à partir das datas de homologações das candidaturas oferecidas pela PARTIDOCRACIA, , por efeito formal e material da própria sentença e seus fundamentos, CANDIDATURA AVULSA OFICIAL AO SENADO DO RIO GRANDE DO SUL, para concorrer contra o sistema e os candidatos dos partidos, pois sua campanha será pela instituição de uma ASSEMBLÉIA CONSTITUINTE COM AS REFORMAS POLÍTICA, PARTIDÁRIA E ELEITORAL que transformem os partidos em pessoas de direito público e não privado, em consonância com a doutrina dominante, fazendo com que sejam instituídos mecanismos para banir a instituição das tiranias internas dos donos, caciques e caudilhos instituindo assim a democracia no seio dos partidos pois ela ali não existe o que é contraditório com o sistema vigente de ESTADO DEMOCRÁTICO DE DIREITO; que o mandato não possibilite reeleições inúmeras que criam e estimulam a existência de uma casta de senhores de sangue azul como é a realidade atual e que sejam extintas as blindagens na forma de imunidades que transformam os políticos numa CASTA DE MAIS IGUAIS ENTRE IGUAIS!!! Da mesma forma este candidato avulso ao Senado, SEM PARTIDO, lutará concomitantemente pela RESTAURAÇÃO DO PACTO FEDERATIVO CONSTITUCIONAL onde a UNIÃO esbulha os Estados e Municípios, com relação à impostos, tornando o Estado do Rio Grande do Sul, um dos mais ricos da União, pela lei Kandir, um estado que descumpre o pagamento de seus funcionários ameaçando assim o pleno funcionamento do Estado e da Separação de Poderes, pois em breve, não haverá condições de honrar os desideratos maiores para que foi alvitrada a construção do Constitucionalismo como Ciência e Direito e a execução dos parâmetros de Direito Administrativo; valores estes todos, que os SENADORES E REPRESENTANTES DA PARTIDOCRACIA VIGENTE, que não representa o POVO SOBERANO MAS A SI PRÓPRIA deixou fenecer ao longo de reinado de 30 anos da Constituição de 1988!!! Assim é que com “cândida togae” vestes talares límpidas e cândidas, origem etimológica da palavra candidato, declarado nesta condição por este Estado Juiz, puro nas ideias e programas de um partido na sua acepção real e ontológica, e não de fachada através da simulação instituída e hipocritamente não denunciada até agora, o requerente já senil, idoso, com 68 anos, poderá, concorrer, sem rádio, sem televisão e sem fundo partidário ou pixulecos, pois sem representação proporcional no Congresso, à magistratura do senado, palavra derivada de “senil”, ou o conselho, conforme a tese imorredoura de Lewis H. Morgan, em sua obra A Sociedade Antiga, a fórmula em que os conselhos de anciões, presumidamente mais sábios pela experiência de vida, aconselhavam as tribos, as gens e depois, por evolução na República Greco\Romana e posteriormente, com as revoluções constitucionalistas, através das fórmulas alvitradas por Madison, Hamilton e John Jay, no Federalista, deram origem ao Senado na constituição de 1787, da Filadélfia, incorporada a instituição em todo o constitucionalismo ocidental, representando o EPLURIBUS UNUM ou seja, a federação, nesta imagem semiótica do brocardo latino que divisa as estrelas do firmamento que analogamente são os estados de uma federação!

Requer a citação do Ministério Público como custus legis;

Requer ainda a citação eventual dos Partidos para que se puderem e moral tiverem, não tendo sido seus membros processados nem tendo uma condição interna de tirania, a ser verificada como exclusão e prova de verdade, que contraditem a solicitação deste direito postulado perante o Judiciário pelo ora requerente;

                                      Custas estipuladas na forma da lei;

                                      Nestes Termos

                                       Espera Deferimento

                                      Porto Alegre 17 de janeiro de 2018.

                      SÉRGIO AUGUSTO PEREIRA DE BORJA

                                               OAB 8629

 

RETENÇÃO DE SALÁRIOS O CRIME DE MARQUEZAN & SARTORI CONTRA OS TRABALHADORES

MARQUEZAN, SARTORI & CENTENAS DE DIRIGENTES NA FEDERAÇÃO SERIAM CRIMINOSOS?

  Esta questão é respondida pelo art.7º da Constituição federal que reza “que são direitos dos trabalhadores urbanos e rurais, além de outros que visem à melhoria de sua condição social;” completando no seu inciso X – “a proteção do salário na forma da lei, constituindo crime sua retenção dolosa;”(grifei) Legal e jurisprudencial os salários são considerados alimentos e como tais direitos impostergáveis dos trabalhadores. A regulação, no entanto, conforme art. 22 da Constituição caberia à União na forma como dispõe seu inciso I, in fine. A Constituição de 5 de outubro de 1988, no mesmo dia e data do ano de 2018, que ora entra, completará 30 anos de promulgação. Por quais motivos os Sindicatos, que se dizem defensores dos trabalhadores, não ajuizaram o competente Mandado de Injunção que forçaria o poder competente à cumprir de sua omissão constitucional de regular o texto da Lei Magna? A mesma questão pode ser dirigida à toda esquerda que se diz defensora dos pobres e oprimidos e inclusive há vários partidos que ostentam em suas siglas os nomes dos trabalhadores, trabalhista, ou outras modalidades de flexão do substantivo trabalhador!!!! Os comunistas, socialistas, esquerdistas e trabalhistas, no governo Lula e Dilma, ficaram 14 anos no poder de forma hegemônica conseguindo assaltar o BNDS concedendo empréstimos a todas as nações bolivarianas do continente americano, inclusive da África, e no entanto, com relação aos trabalhadores nacionais autóctones nada de nada!!! Respeitando-se o princípio da reserva legal necessária se faz elucidar a retenção dolosa. O que seria doloso ou seja, premeditado e com má intenção?? Em direito é pacífica a condição da natureza de alimentos para os salários e analogamente os alimentos civis, não fornecidos, geram analogamente, em juízo civil, com base na lei civil, um dos casos de prisão civil por falta de pagamento de pensões alimentícia. Da mesma forma em processo de execução, alimentos e créditos trabalhistas, tem privilégios de coação processual. Assim é, que qualquer transferência dentro do Orçamento Público em rubricas outras que não o pagamento de salários alimentares, onde , por determinação ideológica, tomando o rumo dos atos discricionários que moldam o Orçamento Público, conforme suas ideologias e não as prioridades legais, quaisquer aumentos ou inversões a mais em outras rubricas levaria a caracterizar-se à chamada retenção dolosa. O sistema de presidencialismo de coalisão sendo esta democracia fisiológica de um troca troca de interesses é o que sustenta a legítima ditadura civil onde maiorias congressuais, sem afinidade ideológica, mas com profundo apreço recíproco pela conservação do poder, dos cargos de seus cabos eleitorais e CCs, das emendas distributivas de verbas para as bases eleitorais, é que tem mantido a podridão da política atual, pervertendo o seu sentido ético e até legal e constitucional. Assim é que os legislativos coonestados pelos executivos emitem norma legislativa autorizativa da retenção de salários com o sentido de retirar a sua qualificação ou sua tipificação como ato visceralmente ilegal e inconstitucional. Este tipo de coonestação legal através da legislatura ordinária, que torna legal e constitucional o que é ilegal e inconstitucional, írrito por natureza, é a prática constante e contumaz dos assassinos do processo democrático e da vigência do princípio da legalidade e da moralidade!!!! Assim é que qualquer lei ou ato do executivo, coonestado por lei autorizativa do legislativo, são inconstitucionais e ilegais, írritos por natureza, se houver a prova de que as verbas e rubricas foram desviadas do pagamento dos salários para suprir outras rubricas no Orçamento Público, seja ele municipal, estadual ou federal. Em sede de ação de IMPEACHMENT a responsabilidade do dirigente pode ser averiguada pois independe, o crime de responsabilidade, da tipicidade estrita atinente ao delito penal dependente de regulação pelo legislador federal. Basta tão somente o juízo político pois a responsabilidade política é feita em cima de tipos penais abertos e não estritos sendo preenchidos os conceitos pelo juízo político da maioria da Câmara de Vereadores , Assembleia ou Câmara de Deputados e Senado. As leis autorizativas, se comprovada a alteração de rubricas em detrimento das verbas laborais, cotejados os Orçamentos Públicos das legislaturas sequentes, responsabilizará , da mesma forma todos aqueles legisladores que deram seu voto contra uma disposição constitucional expressa, mesmo que ainda não regulada, podendo inclusive, perderem o mandato por este crime contra o trabalhador público brasileiro. Como vivemos uma verdadeira DITADURA CIVIL DAS LEGISLATURAS FISIOLÓGICAS QUE NÃO REPRESENTAM O POVO SOBERANO MAS A SÍ PRÓPRIAS ASSIM NUNCA TEREMOS OS DIREITOS CONSTITUCIONAIS ASSEGURADOS E DECLARADOS POR QUE A LEGISLATURA DISSIMULA E CAÇA OS DIREITOS DO POVO DIRETAMENTE DENTRO DOS PARLAMENTOS NUMA SOFISTICAÇÃO “DEMOCRÁTICA” QUE DEIXA OS MILITARES DE ANTANHO ENRUBESTECIDOS, pois se aquela ditadura até os tolos e estultos enxergavam,pois caçava mandados e Brito Velho foi o único parlamentar com honra a enfrentar aquilo, esta atual, maquiavélica e sofisticada, dissimulada e adepta da presdigitação que  só  poucos à vislumbram, protelando assim, por falta de contestação à esta odiosa condição o império da adulteração dos valores constitucionais e legais coonestados de forma pútrida por maiorias mercenárias e venais que vendem seus representados ao sabor de seus apetites por cargos, emendas e toda a moeda de troca possível neste sistema político apodrecido.!! Nós os trabalhadores de Getúlio Vargas, de Juscelino Kubitscheck e da União Européia social democrata como o Brasil somos a maioria da cidadania e na Sociedade Civil e as leis devem respeitar as minorias mas serem ditadas pela maioria o que hoje nesta democracia de araque não existe!!! . Quosque tantem Catilina abutere patientia nostra!!!!

RESPOSTA ÀS CONSTANTES AMEAÇAS DA ESQUERDA DE REPRESÁLIAS FÍSICAS!

RESPOSTA ÀS AMEAÇAS DE GILBERTO CARVALHO NA REDE SOCIAL!
RESPOSTA ÀS AMEAÇAS DAS ESQUERDAS !
Os Guerrilheiros que já estão fazendo GUERRILHA, através do novo cangaço, e que já SAQUEARAM o ESTADO NACIONAL depositando trilhões no EXTERIOR em paraísos FISCAIS para financiar sua REVOLUÇÃO BOLCHEVIQUE, que os aparatos de SEGURANÇA do país, PARA que eu não os chame de OTÁRIOS OU COMPLACENTES E ATÉ CONIVENTES, fingem que não os VÊEM PENSANDO assim conservar SEUS cargos sem se incomodarem e sem arriscar o pescoço próprio permitindo ASSIM a implosão gradativa do ESTADO Nacional….A DIREITA TERÁ DE SE ORGANIZAR DA MESMA FORMA PARA REVIDAR O GOLPE DESTES GUERRILHEIROS QUE JÁ ESTÃO ALIADOS COM O CRIME ORGANIZADO E POSSUEM APARELHOS PARAMILITARES, PROIBIDOS CONSTITUCIONALMENTE, NO CAMPO E NA CIDADE ONDE ARREGIMENTAM SEUS FUTUROS SOLDADOS! NÓS, que já revidamos AO golpe da esquerda teremos, forçados NOVAMENTE por ela, a nós organizamos de FORMA MILITAR por questão de sobrevivência POIS NÃO temos CERTEZA QUE temos POLÍCIA e EXÉRCITO neutral que nos DEFENDA! OU o escalonamento cessa ou não teremos ALTERNATIVA em LEGÍTIMA DEFESA de nossas próprias VIDAS e de nossas famílias! Se o sistema legal que PERMITE os aparatos da ESQUERDA NÃO PERMITIR em PROPORÇÃO E DA MESMA FORMA os aparatos da DIREITA é porque já está cooptado ou dominado pela ESQUERDA…a falta de providências e o convívio com Black Blocs; MST; MUST e outros aparelhos guerrilheiros, a ocupação das UNIVERSIDADES e seu desvio para ensino revolucionário por grupos cooptados; a organização no ensino fundamental e FRENTE à ameaça de eliminação pela esquerda que com BRIZOLA tinha seus grupos de 11 e recebeu 1.000.000 de FIDEL, confessado pelo filho Otávio , recém falecido em sua obra de memórias; com os ataques perpetrados no passado recente por PRESIDENTE e vários MINISTROS, guerrilheiros que mataram traicoeiramente soldados e assaltaram quartéis e até HOJE não foram JULGADOS por seus crimes hediondos e imprescritiveis, hoje no poder que camaleonicamente para iludir INGÊNUOS se transvestem em coelhinhos e ovelhinhas autoriza esta ação da DIREITA EM LEGÍTIMA DEFESA DE SUAS VIDAS E FAMÍLIAS! CIVIS PACEM PARA BELLUM! QUOSQUE TANDEM CATILINA ABUTERE PATIENTIA NOSTRA PROFESSOR SÉRGIO BORJA

BRASIL: DA ESTAGFLAÇÃO PARA A ESTAGNAÇÃO E À CAMINHO DA REVOLUÇÃO!!!

BRASIL: DA ESTAGNAÇÃO PARA A ESTAGFLAÇÃO  A SAÍDA E PERSISTÊNCIA NA ESTAGNAÇÃO RUMANDO PARA A REVOLUÇÃO E A REMODELAÇÃO TOTAL DO SISTEMA DE 1988!

         No artigo publicado no Jornal do Comércio sob o título de O Dólar e a Sorte de Lula (  eu fiz a previsão da crise que colheria o governo Dilma) A prova está aqui publicada no Jornal do Comércio: http://jcrs.uol.com.br/site/noticia.php?codn=51134 Não custa aqui relembrar os parâmetros e condicionantes da Teoria da Guerra das Moedas cujas fundamentações foram descobertas pelo autor em 1998 e publicadas na mesma coluna do Jornal do Comércio em 15.07 daquele ano. Esta teoria foi descoberta no auge do plano Real que através da institucionalização de um “currency board”, que se manteve por dois anos através de reedição de medidas provisórias pelo governo Fernando Henrique Cardoso, que através de um câmbio alinhado com o dólar propiciaram, no auge da vigência do sistema multilateral de negócios da mundialização do capital, o sistema de Bretton Woods, com seu Banco Mundial, GATT, OMC e FMI, que através de um câmbio alto criaram a sinergia das Importações de mercadorias e insumos com vantagens comparativas reais ou oriundas do artificialismo dos dumpings monetários e sociais vigentes do sudoeste asiático, na zona do EASEAN. A previsão do colapso deste sistema foi feita pelo autor em publicação na Folha de São Paulo conforme prova aqui: http://www1.folha.uol.com.br/fsp/dinheiro/fi120506.htm  Com a impossibilidade da manutenção do sistema de câmbio fixo que detetizou toda a indústria e a produção agrícola nacional sem vantagens comparativas com as concorrentes externas, voltou-se ao sistema de câmbio flexível, mas com sérios estragos para o Estado Nacional e a Sociedade Civil, respectivamente, para o primeiro o incremento da Dívida Pública que pulou de 60 bilhões para 760 bilhões no governo FHC, sendo a matriz originária da atual dívida que já ultrapassou os 3 trilhões de reais ou 1 trilhão de dólares, secando assim o modelo social democrata desenvolvimentista que aloca 12% de seu PIP, o equivalente ao PIB do Rio Grande do Sul, só para quitar os juros sobre o principal, que não é pago e segue numa expansão que futuramente tragará os destroços do Estado Social Democrata da constituição de 88 que é a cúspide do bloco constitucional da revolução de 30 com as constituições de 37, 46, 67 , 69 e 88. A Teoria da Guerra das Moedas fala que apesar da existência dos entes de Bretton Woods e fundamentalmente da OMC com a contrapartida da OIT, Organização Internacional do Trabalho, esta não obriga, na mesma proporção que os entes multilaterais tentam obrigar à uma equanimidade no comércio internacional com a extinção de subsídios, a OIT, não consegue fazer o seu papel de internalizar os direitos positivos, trabalhistas e previdenciários, nos países do sudoeste asiático que se tornaram na aríete viva do capitalismo internacionalizado que através notadamente da China pratica o dumping Social concomitante ao dumping monetário conseguindo custos baixíssimos que emprestam aos seus insumos e mercadorias uma competitividade sinérgica jamais vista em todos os mercados liquidando com a concorrência em qualquer latitude. O governo Lula não foi colhido inteiramente pela grande crise pois pegou um tempo intermediário de desconexão momentânea dos mercados em função do colapso do estabelecimento da placa tectônica do currency board americano que naufragou com as quedas do Brasil e depois, a última da Argentina, dando um respiro para a economia brasileira sob um câmbio flexível. Em subsequência a zona do euro que é a placa tectônica europeia se consolida e logo após, sofre, através dos PIGS, o mesmo tipo de colapso ou crise que sofreram todos os estados nacionais sob a política do currency board americano, pois produzindo mercadorias com baixo grau de agregação que são substituídas pelo mercado externo, suas economias, notadamente Portugal, Espanha, Itália e Grécia, através do endividamento causado pelo financiamento de suas sofisticadas infraestruturas financiadas pelos fundos europeus, em face da queda das exportações destes países, causadas pela sua moeda alta que lhes retirava a competitividade, esta crise ali se inicia e não cruza o oceano, mas persiste além do oceano na América Latina, com Brasil e Argentina, que escapando-se através do rebaixamento cambial são colhidos novamente pela crise, sendo que esta ainda é agravada, pela implantação de políticas populistas e demagógicas que através do incremento dos direitos materiais colocam o Estado Nacional à financiar os déficits de renda das populações pobres através das bolsas isto bolsa aquilo que corrompem o sistema republicano através da compra de seus votos o que faz, que sem incremento de desenvolvimento, se incremente o consumo e a inflação, sem causa na produção, queimando todas as gorduras do estado nacional e agravando ainda mais a crise do modelo social democrata vigente nestas plagas. Ao mesmo tempo as esquerdas tentam estabelecer um modelo sistêmico anti-multilateral do comércio mas multilateral ideológico que cria uma unidade sistêmica unindo Argentina, Chile, Paraguay, Uruguay, Brasil, Peru, Bolívia, Equador e Venezuela, todos com Presidentes de esquerda e alinhados com Fidel Castro e através da visão marxista leninista do Foro de São Paulo. A expansão do Brasil, através de uma distorção do keynesianismo, passa não a financiar o desenvolvimento no território brasileiro mas a projetar-se no território continental das américas do sul e central, com financiamentos de obras num conúbio do estado brasileiro com as empreiteiras da Lava Jato, abastecendo através da corrupção o domínio político que se projetou até o outro lado do oceano Atlântico com o agenciamento de grandes construções que abasteciam, através de pixuleco, o poder político dos governos conveniados e o modelo caudilhista sul-americano de exportação com todo o seu consectário de populismo e demagogia. Estas políticas suicidas levaram a um estrangulamento ainda maior do estado nacional brasileiro frente a Guerra das Moedas pois o conceito de déficit primário, que é a confissão aberta e irracional de um dífict, colapsou-se ainda mais na sua habilidade de transferir para o futuro os déficits do presente, passando a extinguir com as perspectivas do futuro tragado pelo vórtice da dívida passada incrementada cada vez mais no presente!!! Na conferência proferida em La Plata, capital da Província de Buenos Aires, nós gravamos a predição de colapso de todo o sistema econômico urdido pela esquerda no poder em todos os países e com a queda de todos os regimes sem exceção, como se fosse um castelo de cartas. A prova está aqui com artigo publicado em anais do congresso: http://www.sergioborja.com.br/?p=1187

         Ora, após o impeachment de Dilma, Michel Temer, eleito na mesma chapa, retorna uma drástica mudança na política econômica do Estado brasileiro reconduzindo Meirelles, do primeiro governo Lula, a mesma política vigente naquele governo que é aquela chamada de meta de inflação, fazendo um cavalo de pau, como no governo Lula através da drenagem da liquidez do sistema com a instituição de juros da Selic altos e dificuldades com relação ao incremento do crédito encarecendo-o e assim, combatendo a inflação oriunda do governo Dilma que assumiu a inflação financiando através de expansão do meio circulante a expansão nos investimentos do estado num neo capitalismo associativo entre estado e empresas construtoras e laranjas (Petrobrás, Odebrecht, OAS, Camargo Correa, etc, JBS, Eike Batista e outros) financiamentos estes, a fundo perdido, que detonaram os ativos nacionais incrementando a dívida sendo que vários fundos de estatais e funcionários foram assaltados sendo seus ativos dizimados, como o FGTS, através de Lula, investido na Petrobrás e sumido nas negociatas de obras fantasmas como a refinaria Abreu Lima o maior buraco negro e sumidouro do dinheiro público nacional junto com a refinaria Pasadena, uma sucata americana comprada a peso de ouro para encobrir a transferência via cabo de pixulecos e financiamentos de campanhas eleitorais. A volta, no entanto, da política de meta de inflação esbarra no seguinte (mesmo que seja preconizada por Barry Eichengreen em sua obra A Globalização do Capital):

  1. Esbarra no esgotamento da própria política de meta de inflação com seu conceito de déficit primário que esgota-se pelo esgotamento do FUTURO de receber os repasses do passado e do presente que terminaram com o possível futuro sendo que os investidores detectam o estouro da bolha e deste sistema de corrente que se escora nas dívidas futuras dos Estados Nacionais falidos !!!!!!
  2. Esbarra no colapso do trabalho dos entes multilaterais que ineptos total para criarem a paz comercial no mundo iniciam, na realidade, o processo de extinção e asfixia dos estados nacionais endividados ao máximo e do empobrecimento das populações geridas por estes estados em razão da extinção de vagas de trabalho que são extintas em razão de sua substituição por vagas custeadas pelo capital internacional que aportou no Sudoeste Asiático, China e outros, que cria vagas por lá em detrimento da extinção de vagas nos países de social democracia e com mais direitos que lá. Processo este que se agrava com a desapreciação do renbindig ou yuan chinês que cria uma mais valia incrível através de um exército de operários de mais de 800.000.000 de pessoas , população operária maior que muitos países ocidentais reunidos, aliados aos exércitos de trabalhadores baratos e sem direitos da Tailândia, Coréia, Birmânia, India, Ceilão, etc…O Brexit da Inglaterra e a política de Donald Trump, em promover a volta de um nacionalismo são atestados da falência da política do regionalismo e do multilaterismo nos moldes da política Wilsoniana ou na política do idealismo que soçobra perante o realismo da teoria dos sistemas onde a soberania chinesa recepciona o capital multinacional remunerando-o como nunca antes mas ao mesmo tempo não introjeta na sua planta produtiva os direitos ocidentais modulando, da mesma forma sua moeda;
  3. A cultura CARTORIAL e BACHARELÍSTICA vigente secularmente no Brasil em que as corporações e o Estado Nacional afogam a Sociedade Civil numa produção diarréica de leis que fomentam e orientam a vinculação da atividade privada a contratar profissionais produzidos pelas universidades , não pela sua competência, mas simplesmente gerindo o mercado e orientando-o obrigando a contratação de profissionais, antigamente categorias ociosas, que são contratados por obrigação legal. Da mesma forma a produção legal é altamente estimulada em detrimento da fiscalização assim , sem esta a corrupção se incrementa, e a produção se estiola pois são criados e criadas regulações e empecilhos a produção que fica tolhida por um cipoal de leis que invade a zona de franquias ou zona de exclusão que é aquela delineada na parte Dogmática da Constituição que deveria ser uma raia, um limite, para a inibição do estado em esbulhar os direitos inalienáveis da cidadania…fazendo leis que são bis em idem,…como a igualdade dentro do elevador…etc….esbulham os direitos das famílias….regulando as palmadas ou sua proibição pela família como ato corretivo das crianças….regulam a ministração de sal nos restaurantes tornando o cidadão um ser incompetente e incapaz para administrar sal à comida nos restaurantes mas apto em casa ou no seu lar!!!!!! Deveria haver um processo de desburocratização e extinção de milhares de leis no plano municipal, estadual e federal que inibem, através de burocracias, o funcionamento econômico e moral da Sociedade Civil;
  4. A institucionalização do controle político sobrepujando o controle jurídico e assim, através desta postura ou conduta, institucionalizando a possibilidade da CORRUPÇÃO que é blindada e não atinge mais de 50.000 órgãos de poder que, simplesmente pelo bloqueio de seus pares através de mecanismos jurídicos, inibem a sua responsabilização provocada pelas polícias e o Ministério Público, sentenciadas por Tribunais e Juízes e suspensas pelos coletivos Legislativos revogando o Estado Democrático de Direito que é democrático por que político mas de Direito por que jurídico devendo este último fazer a contenção sobre a política que tem a vocação congênita da água ou do ar pois ela tende a ocupar todo o espaço com sua vocação de Poder!!!!!
  5. Uma massa de impostos sobrepostos e irracionais que asfixiam totalmente a produção:
  6. Uma instabilidade política latente que conserva, em razão da orfandade intelectual ideológica uma oscilação constante em função de uma guerra fria atemporal que persiste a conservar-se em virtude da pobreza intelectual dos líderes que não vislumbro outras alternativas senão a recidiva e volta aos velhos modelos falidos como o cubano, uma ditadura, com certeza, a mais antiga do mundo atualmente em vigência; persevera assim a visão de Jurgem Habermas, famoso jurisfilósofo alemão, que vislumbra o desequilíbrio entre o princípio Liberal e o princípio Igualitário; prevendo-se com isto forte instabilidades políticas futuras e a não garantia para investimentos a longo prazo em frente as recaídas do maniqueísmo ou bipolar psíquico depressivo do sistema político brasileiro;
  7. Uma dívida pública crescente e que extingue com a sua possibilidade de transferência para o Futuro pois este é aqui e agora e colapsou não tendo mais perspectivas;
  8. Uma infraestrutura sucateada ao máximo e que com o endividamento não tem condições de ressurgir ou remodelar-se aumentando custos e aliando-se na noção de custo Brasil;
  9. Uma impossibilidade de REFORMAS POLÍTICAS, ELEITORAIS E PARTIDÁRIAS QUE JUNTO com as demais reformas fiscais, burocráticas, dariam condições de respiro para a Sociedade Civil;
  10. Os investimentos externos, mesmos que os ativos baixos pela leitura no baixo valor do real, não tem assim atratividade em função de todos estes problemas alinhavados que ficam pior, agravando a crise, em razão da falta total de perspectivas e de uma liderança cuja vontade política extinguisse estas amarras acima alinhavadas para dar o impulso para o desenvolvimento necessário ao Brasil.
  11. A persistência destes vetores condicionantes retro enumerados e o domínio de uma PARTIDOCRACIA CLEPTOCRÁTICA E CORRUPTA com a sobreposição da política ao direito e à moral levarão o sistema constitucional de 1988 a um colapso senão semelhante aos do norte africano, da Grécia e PIGS, à uma remodelação total de seu sistema legal em face de um grande estalido social que está represado não possibilitando que a Sociedade Civil possa evoluir pois coartada num sistema de leis que a asfixiam totalmente. A área de informalidade da sociedade é cada vez maior e a convivência do formal com o informal já possui algumas zonas de tréguas mas estas são contraditórias , pelas suas próprias bases ontológicas, que cada vez mais em contradição levarão ao início ou deflagração deste parto social que inevitavelmente virá!!!

PARIS OU A POLITICA? EU ACUSO A CORRUPÇÃO REPUBLICANA DO VOTO E DAS ELEIÇÕES!

À POLÍTICA OU PARIS??? EU QUE JÁ TENTEI TANTO….

COMO EU AMO PARIS!!!! SAUDADES IMENSAS DE MINHA FILHA E DESTA CIDADE INCRÍVEL! EU DISSE QUE IRIA ECONOMIZAR NESTE ANO QUE VEM MAS DEPOIS DE JULHO ME LIVRO DE MUITA COISA…FORMAREI MAIS UM FILHOTE DEIXAREI DE PAGAR 1500 POR MES; QUITAREI O CARRO QUE DEI PRA KIKA E DEIXO DE PAGAR MAIS 1500 ; QUITAREI O PLAZA E AÍ SÃO MAIS 500 PILAS POR MÊS…AS COISAS VÃO MELHORANDO E O MELHOR QUE EU PODERIA FAZER POR MINHA SAÚDE FÍSICA E MENTAL ERA RESISTIR À UMA CANDIDATURA POLÍTICA POIS, ANALISANDO BEM ME CANDIDATEI 5 VEZES PARA VEREADOR; DEPUTADO ESTADUAL; FEDERAL E SENADOR BOTANDO MEU RICO DINHEIRO FORA, SEIVA DE MINHA VIDA E MINHA FAMÍLIA, E VOCÊS ELEGERAM A CORJA QUE O SÉRGIO BORJA SEMPRE COMBATEU…DE SORTE QUE SE AS PORTAS NÃO SE ABREM PARA MIM POR AQUI, POR RAZÕES QUE DESCONHEÇO, SEI QUE TENHO OS DENTES TORTOS E SOU FEIO; POSSÍVELMENTE UM PORTE NOBRE E CARA DE RICO E OS INVEJOSOS E QUE VÃO SEMPRE MAL NA VIDA ODEIAM ESTE OLHAR DE SATISFAÇÃO QUE OSTENTO…EMBORA SEJA HUMILDE COM TODOS MINHA GRAVATINHA OFENDE A POUCA MASSA CINZENTA DE MUITOS…ENTÃO…PENSO…POR QUE ME PREOCUPAR COM O BRASIL SE HÁ TANTOS LADRÕES SE PREOCUPANDO E O POVO OS ADORA E É CAPAZ DE SE SACRIFICAR PELAS SUAS FALSIDADES….E DESLEALDADES…O POVO NÃO GOSTA DE QUEM FALA A VERDADE COMO EU…QUE NÃO MENTE COMO EU….QUE SEJA HONESTO E TRABALHADOR QUE NEM EU….O POVO ELEGE MENTIROSOS, VENAIS, LADRÕES, BÊBADOS, VAGABUNDOS E APROVEITADORES… ASSIM POR QUE VOU ME SACRIFICAR SE NÃO SOU “MALANDRO” POIS ELES NÃO GOSTAM DE “MANÉ ” TROUXA QUE NEM EU…GOSTAM É DE MALANDROS….ENTÃO VIAJAR É A SOLUÇÃO PARA NÃO FRUSTAR-SE NOVAMENTE….SE EU FOSSE ALGUMA COISA QUE DESSE CERTO EM POLÍTICA ELES VIRIAM ME BUSCAR EM CASA….MAS NÃO…QUANDO ESTÃO NOS PALANQUES APARELHADOS PELOS MESMOS BANDIDOS DE SEMPRE NÃO DEIXAM EU CHEGAR PERTO….OS JORNAIS DA GRANDE IMPRENSA OFICIAL JÁ NÃO ME PUBLICAM POIS VIREI MALDITO….OS CANAIS DE RADIOVE TV SÓ PERMITEM OS ETERNOS LIBERAIS E OS PALANQUES E CONFRARIAS SÓ MOSTRAM OS SEUS SEMPRE MESMOS ESCOLHIDOS…ASSIM POR QUE INSISTIR ONDE SOU PESSOA NON GRATA…PREFIRO ASSIM O EXÍLIO EM PARIS..ONDE AS CALÇADAS E PRAÇAS DELICIAM-SE COM A SOLA LÉPIDA DE MEUS PÉS RÓSEOS E LÁBIOS QUE TRAGAM E SORVEM TODAS POÇÕES E DRINKS MÁGICOS DOS BISTRÔS DESTA CIDADE MARAVILHOSA QUE NÃO ME ACHA UM TROUXA MAS UM SER CHEIO DE SONHOS E PAIXÕES ONDE ENCONTRO MOTIVAÇÃO PARA AINDA VIVER E SONHAR E SER AMADO POR QUEM ME MEREÇA E ME QUEIRA SABER FELIZ E NÃO TRISTE! PARIS…E DEPOIS CHINA..E JAPÃO E AINDA AUSTRÁLIA VER A GABRIELA MINHA AFILHADA QUE TEM A LUZ E AS CORES DE GAUGUIN EM SEU DESVELAR PRECIOSO…NÃO ATIRAR MEU TEMPO FORA PARA QUEM DESPREZA CULTURA E INTEGRALIDADE OU TEM INVEJA DO QUE NÃO TEM…NÃO DESPERDIÇAR-ME COM QUEM NÃO ME MERECE É O PRINCÍPIO DE COMEÇAR A AMAR-ME!!! PARIS!!!! PARIS!!!! PARIS!!!! PORQUÊ AQUI JÁ TENTEI DEMAIS E DE ONDE NÃO SE ESPERA NADA DAÍ É QUE NÃO SAI NADA MESMO!!! COMO DIZIA O BARÃO DE ITARARÉ!!! LEMBRO- ME DE MINHA LINDA WALKIRIA RITA GERDAU, POUCOS MESES ANTES DE FALECER, HEROICAMENTE DOENTE MORTAL DE CÂNCER FOI ATÉ A CONVENÇÃO DO PARTIDO QUE ME ENGANOU POR MESES, LÁ NO AUDITÓRIO DANTE BARONE, E ELA EM CASA ME DISSE AO OUVIDO UMA CONFIDÊNCIA DE PURO AMOR: ” MEU AMOR EU NÃO SEI O QUE TU FAZES NESTE PARTIDO POIS VI A GENTE QUE TE RODEAVA E ONDE AFUNDAVAS E PENSEI COMIGO…ELES NÃO TÊM NADA À VER CONTIGO!!! NADA SÉRGIO!!! NADA…NADA MESMO…” ESTA CONFIDÊNCIA É A MAIOR HERANÇA DE QUEM ME AMOU COMO SEQUER AMADO FUI COM EXCEÇÃO DE MINHA QUERIDA E DOCE MÃE!!! NÃO ME BASTA ISTO DE VISÃO E ESCLARECIMENTO PARA VIVER MINHA VIDA…POR QUÊ VOLTO A INSISTIR EM POLÍTICA?? POR QUÊ QUERER SERVIR? POR QUE ESTE IMPULSO ONDE HÁ FLAGRANTE REPULSA?!!! OU IGNORÂNCIA E INAPETÊNCIA PARA O NOVO; HONESTO; CORRETO; HONESTO?????? QUE DEUS, QUE É O GRANDE ARQUITECTO GERADOR E FUNDAMENTO DO UNIVERSO, ME DÊ LUZES PARA QUE EU FAÇA A LEITURA DE MIM E NÃO ME FRUSTRE TRILHANDO TRILHAS QUE NÃO SÃO MINHAS OU PROIBIDAS AOS MEUS PÉS INOCENTES….PIOR É QUE A MEMÓRIA POR CONVENIÊNCIA ESQUECEU DO RELATO DO QUERIDO EX-ALUNO “PULGA”: Há 17 anos atrás o professor Sérgio Borja entra na aula desabado; desenchavido! Tinha perdido mais uma eleição! Pulga ao ver a tristeza do professor diz: Professor! Depois da aula vamos tomar um café! A aula passou e o professor acompanhou Pulga e outro aluno à lanchonete. Lá chegando Pulga disse: _ professor quanto o senhor botou nesta campanha?! O professor responde: _ um total de 20.000 REAIS…Pulga pergunta novamente: – Quantos votos foram professor? O profEsso e diz: Foram 1936 votos aqui em Porto Alegre. .ao que Pulga diz: Professor eu e Fulano que aqui está somos peritos em eleição professor. Nós trabalhando de cabos eleitorais; nós, por sermos pobres e necessitarmos de dinheiro para pagar a faculdade somos cabos eleitorais; nós somos conselheiros titulares e nós precisamos de 5000 votos que não são obrigatórios ISTO é os votantes não são obrigados a irem até a urna votar em nós; nós e que temos de levar eles até às urnas com nossa liderança que os induz; assim quando chega às eleições professor nós nos alugamos para os políticos que nos pagam 10.000 REAIS por cada 5000 votos e se levamos mais, no lugar, eles nos pagam ainda mais tanto em bônus acima dos 10.000 reais…professor O VOTO É DIRETAMENTE PROPORCIONAM AO DINHEIRO APLICADO…na sua faixa de de deputado os caras concorrem com 500.000 ou até 1.000.000 É ASSIM ganham as eleições pois eles pagam conselheiros tutelares como nós que trabalhamos para qualquer partido que pagar nosso preço; os deputados estaduais tem os vereadores na base de sua pirâmide e nós e os deputados FEDERAIS são CACIQUES maiores pois têm na sua mão para trabalgar estaduais, vereadores e conselheiros tutelares além do pessoal dos sindicatos….professor O SENHOR sem cabo eleitoral e só com 20.000 fez o normal que cada Cabo eleitoral faz com este dinheiro…acontece que um político com 1.000.000 de puxuleco; do fundo partidário se for amigo dos donos do partido; dos empresários, dos sindicatos em GENTE mobilizada para à eleição compra 100 ou mais cabos ELEITORAIS profissionais que valem de 10.000 até 15.000 no mercado eleitoral e assim fazem 70.000 votos ou 200.000 ou mais….ASSIM professor não fique triste pois o problema não é você, seu fracasso, não o SISTEMA é assim professor! Eis a ” DEMOCRACIA ” que vivemos; que intelectuais; MINISTÉRIO PÚBLICO e JUÍZES ELEITORAIS NÃO desconfiam da existência deste mundo sórdido que está nos bastidores das eleições….não fique TRISTE professor..O senhor não perdeu e quem perdeu foi o Brasil e o SISTEMA que perderam um político da SUA qualidade e conhecimentos!!! Daí em diante FUI observando e fui vendo a realidade do “ESTADO DEMOCRÁTICO DE DIREITO ” ocupado e lotado pela massa sórdida de MÁFIAS e QUADRILHAS enquistadas no poder fazendo LEIS e indicando JUÍZES tudo comprado NESTE processo de corrupção da República, da Democracia e das instituições

A DIFERENÇA ENTRE “DEMOCRATAS” E “INTERVENCIONISTAS”

DEPOIMENTO E TESTEMUNHO PESSOAL:
ENGANADO POR PARTIDOS AO LONGO DE MINHA VIDA IDEALISTA DE INGÊNUO, ONDE EXPUS MINHAS ECONOMIAS, SEIVA DE MINHA FAMÍLIA A UMA VIDA DE ECONOMIAS PARA INVESTIR EM 5 CANDIDATURAS FRACASSADAS ( SIM POR QUE O VOTO NESTE PAÍS É PROPORCIONAL AO QUANTO DE DINHEIRO INVESTIDO! INFELIZMENTE) PASSEI A FREQUENTAR AS RUAS, PRAÇAS E REDE SOCIAL. CONSTATEI QUE QUANDO A INICIATIVA ERA SÓ MINHA, NO ARTEFATO DE MÍDIAS SOCIAIS, NÃO HAVIA SINERGIA SUFICIENTE PARA DESABROCHAR EM NÚMERO DE GENTE SUFICIENTE PARA O PROTESTO SEJA NA PONTE DOS AÇORIANOS, ONDE TUDO COMEÇOU, NO PARCÃO ONDE CONTINUOU OU NA FRENTE DO HABBIBS ONDE A PERMANÊNCIA AINDA INSISTE EM MENOR NÚMERO MAS NUM CRESCENDO! CONSTATEI QUE NAS RUAS OS PALANQUES E MICROFONES TÊM DONOS E SÓ “LÍDERES LIBERAIS ” OU “IGUALITARISTAS” ERAM CHAMADOS E SUBIAM NOS CAMINHÕES E PALANQUES PARA USAR DA PALAVRA…CONSTATEI MAIS: QUE QUANDO APEARAM DO PODER OS LADRÕES COMUNISTAS SEMELHANTES AOS ATUAIS NO PODER HOUVE UMA PARADA NO PROTESTO E AÍ CONSTATEI QUE UMA PARTE DA CLASSE MÉDIA, A MAIS ALTA, PODE NÃO GOSTAR DE LADRÕES E CORRUPTOS, MAS QUE, SE NÃO FOREM COMUNISTAS QUE LHE ARRANQUEM ANÉIS E PROPRIEDADES, PODEM ATÉ CONVIVEREM COM ESTA REPULSIVA ESCÓRIA! DESCOBRI ASSIM MINHA DIFERENÇA COM MEUS SEMELHANTES QUE É A SEGUINTE: EU NÃO CONSIGO CONVIVER COM QUALQUER TIPO DE ESCÓRIA DE CORRUPTOS SEJAM ELES COMUNISTAS OU NÃO! DESCOBRI MAIS POIS DIA 15 DE NOVEMBRO INDO ATÉ O PARCÃO, NA FRENTE DO HABBIBS, ONDE A BANDEIRA NACIONAL TREMULAVA SOBRE A VIBRAÇÃO DAS CORES DA PÁTRIA QUE OS PALANQUES E OS MICROFONES, EMBORA TIVESSEM QUEM OS TROUXERA E ORGANIZARA, NO ENTANTO PARA FINS DE USO DEMOCRÁTICO PELOS QUE ALI ESTAVAM, QUE A TODOS, DEMOCRATICAMENTE, ERA PERMITIDO USAR O MICROFONE E PELA PRIMEIRA VEZ EM MINHA VIDA PUDE USAR UM MICROFONE QUE NÃO TINHA DONO! PASMEM! NUM MOVIMENTO INTERVENCIONISTA O MICROFONE E O PALANQUE SÃO DEMOCRÁTICOS E NOS MOVIMENTOS DITOS “DEMOCRÁTICOS ” , TANTO DE ESQUERDA COMO DE DIREITA, AQUELES AMBOS QUE CONVIVEM COM SEUS CORRUPTOS DE ESTIMAÇÃO, OS MICROFONES E PALANQUES ERAM DE USO EXCLUSIVO DE AFILIADOS A PARTIDOS CANDIDATOS À CANDIDATOS! PARADOXO OU CONTRADIÇÃO: OS DITOS DEMOCRATAS SÃO ANTIDEMOCRATAS E OS DITOS INTERVENCIONISTAS DITATORIAIS, EM REALIDADE É QUE SÃO DEMOCRATAS E QUE NÃO POSSUEM NENHUM TIPO DE LADRÃO DE ESTIMAÇÃO ! QUOSQUE TANDEM CATILINA ABUTERE PATIENTIA NOSTRA!

OS EMPRESÁRIOS LIBERAIS E O OTIMISMO OU CÂNDIDO E O OTIMISMO DE VOLTAIRE OU AINDA A PIADA: ” SENTA QUE O LEÃO É MANSO!
Já por dois dias que depois que voltei do Canadá sou convidado por programas televisivos ou radiofônicos. Coincidentemente, em ambos os programas, esbarrei com empresários OTIMISTAS e coincidentemente liberais que advogam O ” descolamento da economia da política!!!!” Abro o jornal hoje pela manhã e a manchete é ” País sai de recessão de 33 meses, afirma comitê de especialistas.” Tudo isto me fez lembrar a obra de Voltaire intitulada “Cândido e o Otimismo” que em face das agruras e vicissitudes da violência medieval da época, ironiza de forma sarcástica a possibilidade da existência de um otimismo em face da imersão de um mundo teratológico em matéria de ataques e assédio daquelas realidades ali descritas. Muitos não leram a obra de Voltaire mas para simplificar sua visão há uma piada que traduz o espírito integral de sua obra ironizando o tal de OTIMISMO não embasado em fatos reais mas como mera expectativa eivada da distorção de pseudo cientificismo que, de posse dos parâmetros da física quântica, distorce seus paradigmas empregnando o cosmos da vontade humana que passa, simplesmente por ser otimista e positiva, a agir sobre os já pretensos condicionantes modificando-os e da mesma forma alternando a própria realidade física!!! Tudo isto para simplificar lembra-me a PIADA caracterizada pela expressão final: SENTA QUE O LEÃO É MANSO! O cenário é um pequeno circo interiorano onde expectadores apreciam o clássico quadro do domador e o Leão! Lá pelas tantas o Leão se evade da jaula e pula sobre os expectadores! As arquibancadas estavam vergadas com o peso da platéia e na junção das tábuas havia uma brexa por onde as genitálias de um dos espectadores se acomodou. Com a debandada geral as tábuas desinvegaram e os miúdos ou documentos ( guevos) do espectador ficaram presos e pinçados e assim o HOMEM com os ovos entalados e quase a estalar apertados no madeirame grita à todos pulmões COMO OS EMPRESÁRIOS OTIMISTAS que tenho encontrado: SENTA QUE O LEÃO É MANSO! O déficit público é o maior da história brasileira; a dívida pública da União, estados e municípios atinge patamares estratosféricos; a inflação inflada antes pela demanda interna estanca em razão da severa recessão em face do aumento do desemprego e da perda de direitos pelos trabalhadores no entanto a INFLAÇÃO segue acionada pela DEMANDA externa CAUSADA pela fome da CHINA por produtos baratos em face da desvalorização cambial que retira a mais valia do agronegócio piorando o nível de vida das populações que não podem mais adquirir certos produtos encarecidos pela DEMANDA exterior; O presidencialismo de coalizão blinda ACUSADOS pelo MINISTÉRIO PÚBLICO abstaculizando seus processos e a verificação, pelo contraditório, de sua culpa ou não consolidando assim uma facção associativa no governo acima do controle legal e legítima “DONA DO GUICHÊ ” o que conforme a PAPISA do liberalismo AYN RAND seria contraproducente com relação ao empreendedorismo mas os já pseudo LIBERAIS OTIMISTAS, contraditoriamente, aí não valorizam sua ideóloga e, como avestruzes enfiam a cabeça na areia pretextando o OTIMISMO! EU EXCLAMO IRONIZANDO-OS: “SENTA QUE O LEÃO É MANSO !”

EU CONFIO NO EXÉRCITO NACIONAL ÚLTIMO BASTIÃO E CIDADELA DE DEFESA DA SOBERANIA DO POVO SOBERANO!

EU CONFIO NO EXÉRCITO NACIONAL ÚLTIMA CIDADELA DE DEFESA DOS VALORES DA ÉTICA E DA MORALIDADE NUM PAÍS SUJEITO À UMA HEDIONDA PARTIDOCRACIA ONDE A CORRUPÇÃO É QUASE UMA UNANIMIDADE QUE LEVOU O BRASIL À INSTABILIDADE ONDE O INFORMAL NO NÚCLEO DURO DO PODER E NA PERIFERIA ESTÃO LEVANDO A NAÇÃO À PERDA DA COESÃO E HARMONIA SOCIAL QUE PERMITEM A HIGIDEZ DO ESTADO DEMOCRÁTICO DE DIREITO. UMA PARTIDOCRACIA, COM SEU PRESIDENCIALISMO DE COALIZÃO TRAVA OS FREIOS E CONTRAPESOS E A FISCALIZAÇÃO DE SEUS ATOS PELO POVO SOBERANO DESLANCHANDO PARA UMA VERDADEIRA DITADURA CIVIL CLEPTOCRÁTICA E CORRUPTA ONDE SEUS ÓRGÃOS, TODOS RÉUS, NÃO PERMITEM QUE ATRAVÉS DO JUSTO E NECESSÁRIO CONTRADITÓRIO SE VERIFIQUE DA PROCEDÊNCIA OU NÃO DE GRAVES ACUSAÇÕES ESCUDADAS EM PROVAS DE EVIDÊNCIA SOLAR! ÀS NEGATIVAS DOS TIRANOS PRORROGAM UM REGIME HEDIONDO QUE SE COLOCA CONTRA OS VETORES CENTRAIS DA REPÚBLICA QUE EMANAM DO ART. 37 DA CONSTITUIÇÃO FEDERAL: LEGALIDADE; MORALIDADE; PUBLICIDADE; IMPESSOALIDADE E EFICIÊNCIA! GLÓRIA AO EXÉRCITO NACIONAL FIADOR DA ORDEM CONSTITUCIONAL E DA SOBERANIA DO POVO ESBULHADO DE SUAS AÇÕES, QUE NÃO FUNCIONAM, FRENTE À UM PODER POLÍTICO CORRUPTO QUE ATRAVÉS DA BLINDAGEM E IMUNIDADE BASTARDA DE SEUS ÓRGÃOS, RÉUS, PROTELA O EXERCÍCIO DA TIRANIA E CORRUPÇÃO ENDÊMICA PRÓPRIA DE SUA GENÉTICA INTRÍNSECA! QUOSQUE TANDEM CATILINA ABUTERE PATIENTIA NOSTRA PROFESSOR SÉRGIO BORJA 35 ANOS DE MAGISTÉRIO JURÍDICO NAS FACULDADES DE DIREITO DA UNISINOS; PUCRS E UFRGS